Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,27
    +0,66 (+0,76%)
     
  • OURO

    1.791,50
    -3,50 (-0,19%)
     
  • BTC-USD

    37.863,52
    +1.682,18 (+4,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0060
    -0,0180 (-0,30%)
     

Samsung deve voltar ao mercado de TVs OLED com painéis da LG Display

·2 min de leitura

Após quase uma década, a Samsung pode retornar ao mercado de TVs OLED. Segundo fontes do The Korea Times, a maior fabricante de televisores tem planos de lançar uma nova linha no primeiro semestre de 2022.

Como previsto anteriormente, o site sul-coreano indica que a Samsung pode revelar as novas TVs OLED no começo do próximo ano. Algo que pode ocorrer durante a conferência na CES 2022, evento agendado para o dia 4 de janeiro.

A expectativa é que os televisores cheguem ao mercado europeu e norte-americano no primeiro semestre de 2022. Embora não tenha nada confirmado, é possível que os novos modelos também sejam lançados na Ásia.

Modelos de TVs OLED da Samsung podem ter telas fabricadas pela LG Display (Imagem: Divulgação/Samsung)
Modelos de TVs OLED da Samsung podem ter telas fabricadas pela LG Display (Imagem: Divulgação/Samsung)

TVs Samsung com painéis OLED da LG Display

Segundo o The Korea Times, a Samsung teria encerrado os testes de qualidade de TVs com painéis OLED da LG Display. Por falta de componentes próprios, a marca teria adotado a abordagem dual-track na fabricação dos novos televisores.

Com isso, os modelos de TVs de entrada podem usar painéis fornecidos pela LG. Enquanto isso, o restante da linha 2022 deve usar peças fabricadas pela própria Samsung.

Conforme os dados do Display Supply Chain Consultant, a LG Display tem capacidade de fabricar cerca de 8 milhões de placas de vidro OLED por ano. Então, os rumores apontam que a Samsung estaria adquirindo de 1,5 milhão a 2 milhões de peças para as novas TVs.

Caso as informações estejam corretas, isso pode gerar um contrato com um valor bilionário. Ao serem procuradas pelo The Korea Times, representantes das duas marcas sul-coreanas não quiseram comentar o assunto.

As TVs OLED da Samsung podem ser uma estratégia para ampliar o portfólio (Imagem: Divulgação/Samsung)
As TVs OLED da Samsung podem ser uma estratégia para ampliar o portfólio (Imagem: Divulgação/Samsung)

Retorno visando ampliar o portfólio

A Samsung é uma marca conhecida por não ser “grande fã” de televisores OLED, mesmo que já tenha lançado TVs com a tecnologia. A fabricante inclusive realizou inúmeras ações de marketing criticando as TVs OLED da LG e o efeito burn-in, comum nesses tipos de painéis.

Por outro lado, a fabricante sul-coreana parece estar investindo no crescimento do portfólio. Além das TVs flagships Mini LED de resolução 8K, a empresa poderá oferecer diversas opções aos consumidores com a combinação de modelos QLED, OLED e Micro LED.

Vale citar que a Samsung planeja ter versões menores de painéis Micro LED e transformá-las na linha principal. Assim, os usuários teriam a união do contraste e tons reais de preto das TVs OLED e o alto brilho e confiabilidade dos modelos LCD.

Contudo, a companhia ainda tem o desafio de produzir telas Micro LED com alta resolução em escala menor. Algo que ainda pode demorar mais alguns anos para acontecer, visto que a tecnologia tem sido aplicada em telas gigantes desenvolvidas pela Samsung.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos