Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,57
    +0,19 (+0,30%)
     
  • OURO

    1.769,00
    -1,60 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    54.812,55
    -1.330,81 (-2,37%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.228,62
    -70,34 (-5,42%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.179,49
    -505,88 (-1,70%)
     
  • NASDAQ

    13.907,50
    +10,25 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6777
    +0,0020 (+0,03%)
     

Samsung deve divulgar alta de 45% no lucro do 1º tri, esperam analistas

Joyce Lee
·2 minuto de leitura

Por Joyce Lee

SEUL (Reuters) - A Samsung Electronics deve divulgar alta de 45% no lucro de janeiro ao fim de março, impulsionada por vendas de smartphones e aparelhos domésticos como televisores, esperam analistas do setor.

O desempenho da companhia foi obtido mesmo com o resultado da divisão de chips despencando depois que uma tempestade suspendeu a produção de uma fábrica da companhia nos Estados Unidos por um mês.

Ficando mais tempo em casa por conta da pandemia de COVID-19, os consumidores esbanjaram dinheiro em uma série de produtos eletrônicos de alto custo, o que ajudou a causar uma escassez global de semicondutores.

Segundo média de estimativas de 16 analistas compilada pela Refinitiv, a Samsung deve divulgar lucro operacional de 9,3 trilhões de wons (8,2 bilhões de dólares) para o trimestre. Isso deve marcar o maior nível de lucro operacional da Samsung para um primeiro trimestre desde 2018. A receita deve mostrar aumento de 12%.

A empresa deve anunciar resultados preliminares na quarta-feira.

Especificamente, a divisão de dispositivos móveis teve um trimestre de destaque, beneficiando-se do lançamento do modelo Galaxy S21 em meados de janeiro, mais de um mês antes do habitual cronograma de lançamento anual dessa linha.

Os analistas estimam que a maior fabricante de smartphones do mundo conquistou cerca de 23% do mercado global no trimestre. Isso se deu graças ao lançamento do S21 e ao preço mais barato do que o normal para seus dispositivos premium, de acordo com a Counterpoint Research.

O S21, por exemplo, acabou sendo vendido a um preço 200 dólares mais baixo do que o S20. No mesmo trimestre do ano passado, a sul-coreana tinha 20% do mercado de smartphones.

Acessórios com alta margem de lucro, como fones de ouvido bluetooth, também tiveram bons resultados, afirmam analistas. Eles estimam que o lucro operacional dessa divisão provavelmente disparou de 1 trilhão de wons no ano passado para cerca de 4,15 trilhões de wons no primeiro trimestre.

A expectativa do mercado é que o lucro operacional de TVs e eletrodomésticos da Samsung mais que dobre, chegando a cerca de 1 trilhão de wons.

Apesar de uma demanda mundial enorme por chips, o lucro da divisão de semicondutores da Samsung deve ter caído cerca de 20%, para 3,6 trilhões de wons. Essa área foi atingida pela tempestade congelante que atingiu o Estado norte-americano do Texas em fevereiro e obrigou a fábrica da empresa na região a parar produção.

A Samsung disse que a produção voltou a níveis quase normalizados no final de março. Os analistas estimam as perdas relacionadas ao fechamento da fábrica no Texas em cerca de 300 bilhões a 400 bilhões de wons.