Mercado abrirá em 8 h 45 min
  • BOVESPA

    120.636,39
    -605,24 (-0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.495,41
    -962,61 (-2,07%)
     
  • PETROLEO CRU

    53,38
    +0,40 (+0,76%)
     
  • OURO

    1.848,60
    +8,40 (+0,46%)
     
  • BTC-USD

    36.010,56
    -224,68 (-0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    715,03
    -0,17 (-0,02%)
     
  • S&P500

    3.798,91
    +30,66 (+0,81%)
     
  • DOW JONES

    30.930,52
    +116,26 (+0,38%)
     
  • FTSE

    6.712,95
    -7,70 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    29.938,70
    +296,42 (+1,00%)
     
  • NIKKEI

    28.504,38
    -129,08 (-0,45%)
     
  • NASDAQ

    13.044,75
    +59,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5065
    +0,0079 (+0,12%)
     

Samsung deve anunciar em breve o rastreador de objetos Galaxy SmartTag

Rubens Eishima
·2 minuto de leitura

Segmento dominado pela norte-americana Tile, os rastreadores de objetos devem ganhar concorrentes de peso em 2021. Uma das empresas que possivelmente entrará no mercado é a Samsung, que registrou recentemente seu acessório Galaxy SmartTag no órgão de certificação NCC.

Também conhecidos como “tags”, os rastreadores são objetos compactos e discretos que podem ser presos a chaveiros, malas e outros itens para facilitar a sua localização. Os aparelhos usam uma conexão sem fio — geralmente Bluetooth de baixo consumo de energia — para conversar com outros dispositivos e estabelecer sua localização.

A Samsung já oferece um rastreador do tipo, mas o SmartThings Tracker é muito mais complexo, utilizando redes 4G para determinar sua localização, o que aumenta o consumo de energia e exige uma bateria e dimensões maiores que os aparelhos da Tile. Como o nome já indica, o aparelho é voltado para o ecossistema SmartThings da empresa sul-coreana.

No caso do Galaxy SmartTag, a certificação junto ao órgão taiwanês NCC (equivalente à brasileira Anatel) revela o visual e dimensões aproximadas do acessório, cerca de 4 cm de largura e comprimento, bem menor que o antigo Tracker.

Curiosamente, o registro mostra duas opções de acabamento na face principal do acessório, que pode contar com apenas o logotipo da Samsung ou então com a inscrição “Galaxy SmartTag” na tradicional fonte usada pela empresa.

O registro revela ainda o mesmo código de produto já certificado junto ao órgão norte-americano FCC e na Indonésia — EI-T5300 —, além das frequências de operação da SmartTag: 2.402 a 2.480 MHz. A faixa de frequência corresponde à usada pelo padrão Bluetooth, e o documento de registro não faz menção às frequências UWB (Ultra Wide Band, que dependendo do país podem ir de 3,1 a 10,6 GHz).

Acessório pode ser preso a chaveiros, bolsas e outros objetos para facilitar a sua localização (Imagem: Rubens Eishima/Canaltech)
Acessório pode ser preso a chaveiros, bolsas e outros objetos para facilitar a sua localização (Imagem: Rubens Eishima/Canaltech)

Segundo o site 91mobiles, o Galaxy SmartTag deve custar o equivalente a R$ 95 no mercado europeu, e deve ser oferecido em duas opções de cores — bege e preto. O acessório não tem data anunciada de lançamento, mas boatos apontam que será lançado no evento Galaxy Unpacked 2021, marcado para o dia 14 de janeiro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: