Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,88
    -2,46 (-2,61%)
     
  • OURO

    1.818,90
    +11,70 (+0,65%)
     
  • BTC-USD

    24.363,34
    +668,28 (+2,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.580,00
    +268,75 (+2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2024
    -0,1213 (-2,28%)
     

Samsung confirma venda de 10 milhões de celulares dobráveis em 2021

Por meio de um artigo assinado por seu presidente TM Roh, a Samsung mostrou alguns resultados de seus investimentos nos seus celulares dobráveis. O conteúdo foi divulgado apenas alguns dias antes do evento Unpacked do próximo dia 10 de agosto, em que as linhas Galaxy Z Flip 4 e Z Fold 4 serão oficializadas ao lado de outros produtos da marca.

Galaxy Z Flip 3 representa cerca de 70% das vendas de dobráveis da marca (Imagem: Ivo/Canaltech)
Galaxy Z Flip 3 representa cerca de 70% das vendas de dobráveis da marca (Imagem: Ivo/Canaltech)

De acordo com a marca coreana, foram mais de 10 milhões de unidades vendidas no ano de 2021. Este número representa um aumento superior a 300% em comparação com o ano anterior, marcado por modelos como Galaxy Z Flip, Galaxy Z Flip 5G e Galaxy Z Fold 2.

As estatísticas internas da empresa ainda apontam que 70% dos compradores de seus celulares dobráveis optaram pelo Galaxy Z Flip 3, o modelo mais compacto. A Samsung, por meio de seu presidente TM Roh, entende que o smartphone é “um dispositivo desenhado para a auto expressão", enquanto o Z Fold 3 é capaz de “fazer mais por meio da computação individual hiperconectada”.

O executivo também citou os riscos envolvidos no desenvolvimento de um smartphone dobrável, já que a ideia foi considerada “radical” há três anos. Na época de seu lançamento, o Galaxy Fold foi recheado de controvérsias, especialmente por conta do display que era danificado caso o usuário retirasse sua película de plástico.

Pesquisas já realizadas anteriormente por agências especializadas mostram que as linhas Galaxy Z Fold/Flip contribuíram de forma bastante relevante para o aumento da fatia de mercado dos dobráveis. Além disso, cerca de 74% dos aparelhos com tela flexível comercializados no planeta são da Samsung, e o Z Flip 3 já chegou a superar as vendas dos iPhones e da própria linha Galaxy S na Coreia do Sul.

Samsung coloca grandes investimentos nos celulares dobráveis (Imagem: Divulgação/Samsung)
Samsung coloca grandes investimentos nos celulares dobráveis (Imagem: Divulgação/Samsung)

Roh também aproveitou para convocar os fãs da marca a acompanharem o evento Unpacked do dia 10 de agosto, o que reafirma os dobráveis como estrelas principais. O lançamento deverá acontecer a partir das 10h da manhã, no horário de Brasília.

Para os anos seguintes, a marca espera popularizar ainda mais os aparelhos dobráveis ao redor do planeta, e talvez torná-los cada vez mais baratos. Entretanto, rumores prévios já apontaram que a Samsung poderá reduzir a quantidade de unidades fabricadas no ano que vem, por conta de questões relacionadas ao lento desenvolvimento econômico global, e também por fatos específicos como a guerra entre a Rússia e a Ucrânia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos