Mercado fechado

Salles diz monitorar situação de navio com minério de ferro encalhado no Maranhão

Isadora Peron

O navio está afundando no mar, em uma área localizada a 100 quilômetros do litoral do Maranhão O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, afirmou que está “monitorando” a situação do navio MV Stellar Banner, com minério de ferro nos tanques, que está afundando no mar, em uma área localizada a 100 quilômetros do litoral do Maranhão.

José Cruz/Agência Brasil

“Estamos monitorando com muita atenção o navio encalhado no Maranhão com minério de ferro e óleo combustível”, disse o ministro no Twitter.

Segundo Salles, “diversas equipes, aeronaves e embarcações” do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), da Marinha e da Petrobras estão envolvidas na operação.

Initial plugin text

Carregado com minério de ferro, o navio pertence à sul-coreana Polaris, e presta serviço à Vale mediante contrato de afretamento.

Na última quinta-feira, a Polaris informou acreditar que os porões de carga estejam intactos. “A situação está sob controle. Com o intuito de melhor mensurar os danos e garantir a segurança, a embarcação foi movida para uma área mais segura. Inspeções serão realizadas por especialistas e uma empresa de resgate foi acionada”, ressaltou a companhia, em seu informe.

A embarcação, construída em 2016, é do tipo grande navio graneleiro (VLOC ou Very Large Ore Carrier em inglês). De acordo com informações da Polaris, como resultado do incidente, alguns tanques de água e espaços vazios do navio sofreram danos - embora a extensão dos danos ainda deva ser estabelecida, salientou a empresa sul coreana.

O navio encalhou nas proximidades do canal da Baía de São Marcos (MA), ainda segundo a empresa, após entrar em contato “com algo ainda não identificado no fundo do mar”, depois de partir de Ponta da Madeira, no Brasil, no dia 24 de fevereiro, por volta das 21h30 do horário local.