Mercado abrirá em 3 h 59 min
  • BOVESPA

    109.114,16
    -2.601,84 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.808,56
    -587,38 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,11
    +1,40 (+1,83%)
     
  • OURO

    1.643,80
    +10,40 (+0,64%)
     
  • BTC-USD

    20.152,33
    +910,47 (+4,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,08
    +26,98 (+6,23%)
     
  • S&P500

    3.655,04
    -38,19 (-1,03%)
     
  • DOW JONES

    29.260,81
    -329,60 (-1,11%)
     
  • FTSE

    7.016,13
    -4,82 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.463,25
    +147,00 (+1,30%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1991
    +0,0197 (+0,38%)
     

Salário mínimo no Brasil é apenas o 15º na América Latina

·2 min de leitura
Valor do salário mínimo em 2022 é de R$ 1212. Foto: Getty Images
Valor do salário mínimo em 2022 é de R$ 1212. Foto: Getty Images
  • A inflação acumulada no ano passado é 10,06%;

  • Valor do salário mínimo em 2022 é de R$ 1212;

  • Entre os 20 países da América Latina, só cinco ficam abaixo do Brasil: A República Dominicana, Nicarágua, Cuba, Haiti e Venezuela.

Com a alta inflação registrada no ano passado - 10,06% no índice IPCA - o governo foi obrigado a elevar o salário mínimo para R$ 1212. No entanto, mesmo após o reajuste de 10,16%, o Brasil ainda ocupa apenas o 15º lugar no ranking de remuneração básica da América Latina.

A inflação desenfreada que assolou o Brasil em 2021 impediu que o governo implantasse um reajuste salarial menor. Na ocasião, a proposta do Planalto era elevar o salário mínimo em apenas R$69, chegando à marca de R$1.169. O cenário de valorização da gasolina e alimentos obrigou o Ministério da Economia a aumentar o valor.

Com base na média semanal reconhecida pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), de 220 horas, o valor da hora de trabalho é de R $5,51. Comparado com o dólar, o salário mínimo brasileiro equivale a cerca de US$ 224, com a hora de trabalho a US$ 1,01. Entre os 20 países da América Latina, só cinco ficam abaixo do Brasil: A República Dominicana, Nicarágua, Cuba, Haiti e Venezuela.

Todos os países abaixo do Brasil no ranking passam por problemas político-sociais

A República Dominicana, o desemprego, a corrupção do governo e a instabilidade da rede elétrica são alguns dos obstáculos enfrentados pelos dominicanos. Cuba e Nicarágua vivem sanções e pressões dos Estados Unidos e da União Europeia por mudanças internas. Já a inflação na Venezuela subiu 686,4%, com isso, a população precisa de 56 salários mínimos para comprar uma cesta básica, que custa em média US $340. No caso do Haiti, um terremoto de magnitude sete que atingiu o país em 2010, deixou mais de 200 mil mortes, além de desencadear uma série de problemas sociais até hoje.

Confira o ranking completo dos salários na América Latina:

  1. Costa Rica US$ 514

  2. Uruguai US$ 434

  3. Equador US$ 425

  4. Chile US$ 420

  5. Guatemala US$ 405

  6. Paraguai US$ 329

  7. Bolívia US$ 314

  8. Argentina US$ 307

  9. Panamá US$ 290

  10. Honduras US$ 287

  11. México US$ 257

  12. Colômbia US$ 252

  13. El Salvador US$ 243

  14. Peru US$ 242

  15. Brasil US$ 225

  16. República Dominicana US$ 205

  17. Nicarágua US$ 125

  18. Cuba US$ 79

  19. Haiti US$ 74

  20. Venezuela US$ 2,17