Mercado abrirá em 7 h 14 min

Salão do Automóvel de SP é cancelado por 'altos custos', diz jornal

Carros em exposição no Salão do Automóvel de SP em 2018. Foto: REUTERS/Paulo Whitaker

O Salão do Automóvel de São Paulo, evento anual que em 2020 seria realizado entre os dias 12 e 22 de novembro, foi cancelado, segundo informações do jornal O Estado de S. Paulo.

Ao contrário de outros grandes salões automobilísticos cancelados em Pequim (China) e Genebra (Suíça) nas últimas semanas, o cancelamento do evento no Brasil não tem relação direta com o surto de coronavírus pelo mundo.

Leia também

De acordo com fontes do jornal, o problema seria financeiro. As empresas que expõem seus carros no evento chegam a gastar entre R$ 1 milhão e R$ 20 milhões, dependendo da complexidade de cada estande.

A alta do dólar, que nesta semana ultrapassou a marca nominal de R$ 4,60, também teria motivado a desistência de diversas empresas que tradicionalmente participam do show.

Desde o início do ano, 15 montadoras desistiram de participar do Salão do Automóvel, incluindo General Motors, Toyota e Hyundai. A Volkswagen condicionou sua participação a mudanças na estrutura e formato do evento.

O salão deve voltar a ser realizado em 2021, mas ainda não há uma data definida. Internamente, os membros da organização discutem mudanças como um possível novo endereço para a exposição e um limite de gastos para as montadoras.

A equipe do Yahoo Finanças não conseguiu entrar em contato com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) para confirmar o cancelamento, mas o jornal O Estado de S. Paulo diz que o anúncio oficial deve ser feito nesta sexta-feira (6).

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook e Twitter e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.