Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.496,21
    -2.316,66 (-2,04%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.463,26
    -266,54 (-0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,91
    -0,59 (-0,65%)
     
  • OURO

    1.760,30
    -10,90 (-0,62%)
     
  • BTC-USD

    21.148,96
    -1.672,69 (-7,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    504,88
    -36,72 (-6,78%)
     
  • S&P500

    4.228,48
    -55,26 (-1,29%)
     
  • DOW JONES

    33.706,74
    -292,30 (-0,86%)
     
  • FTSE

    7.550,37
    +8,52 (+0,11%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.250,00
    -273,25 (-2,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1885
    -0,0253 (-0,49%)
     

Salão de manicure paga R$ 10 mi a mulher que se machucou em procedimento

·2 min de leitura
  • Durante uma pedicure, Clara Shellman sofreu um corte no pé

  • No final, mulher teve de amputar sua perna devido a infecção ocasionada pelo machucado

  • Shellman teve de voltar a morar com seus parentes

Um salão de manicure no estado da Flórida, nos Estados Unidos, pagou US$ 1,75 milhão (R$ 10 milhões) a uma mulher que processou a empresa depois que seu pé se machucou durante uma pedicure.

A rede televisiva WFLA relatou pela primeira vez sobre o incidente, que ocorreu no salão Tammy's Nails 2 na cidade de Tampa.

Em entrevista ao jornal The Tampa Bay Times, Clara Shellman disse que durante uma visita ao salão em 2018, uma funcionária cortou o seu pé durante o tratamento.

A infecção resultante foi agravada pela doença arterial periférica grave de Shellman, que reduz o fluxo sanguíneo para os membros.

Leia também:

Shellman processou o salão, que agora está fechado, em maio de 2020, alegando que um funcionário usou ferramentas e equipamentos sujos que colocam os clientes em risco.

Seu advogado, Paul Fulmer, disse que ela teve de ser submetida a uma amputação completa de uma perna.

"Nossa cliente sofreu uma amputação como resultado de uma ida a um salão de beleza", disse Fulmer. "Embora nenhuma quantia pudesse compensá-la totalmente por esse ferimento que alterou sua vida, este merecido acordo a ajudará a cobrir o alto custo de suas contas médicas e seus cuidados contínuos."

A amputação de Shellman causou anos de dificuldades, incluindo a perda de sua casa e a capacidade de andar.

Em 16 de dezembro, ela finalmente chegou a um acordo com o salão para o acordo de R$ 10 milhões. "Ela estava atordoada, chocada, chorando e tonta, tudo ao mesmo tempo", disse Fulmer ao The Tampa Bay Times.

A infecção trouxe anos de dificuldades, incluindo a perda de sua casa e a capacidade de andar. Posteriormente, Shellman tornou-se dependente de outras pessoas e agora vive com parentes, acrescentou Fulmer.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos