Mercado fechado

Salão de Frankfurt: conheça os carros que chegarão ao Brasil

feedback@motor1.com (Leo Fortunatti)
Audi RS 6 Avant 2020

Algumas estrelas do evento alemão já são pelas confirmadas para o Brasil; veja quais

O Salão de Frankfurt deste ano trouxe um novo ar ao público europeu. Apesar da Europa já estar acostumada com os carros elétricos e híbridos, nunca o evento esteve tão carregado com lançamentos ou conceito eletrificados como em 2019. Praticamente todas as marcas trouxeram algo deste segmento e empresas de tecnologia, como a ZF, mostraram o que já possuem e o que planejam para abastecer tanto os elétricos quanto os sistemas autônomos de condução. 

Para o Brasil, as notícias são boas. Diversos lançamentos estão confirmados, outros apenas "sendo estudados", mas o mercado premium terá boas novidades entre o final deste ano e 2020 completo. Veja o que vem por aí, saindo diretamente da Alemanha para nossas ruas.

Audi

RS6 Avant

Audi RS 6 Avant 2020

Podemos chamar a perua esportiva de protesto contra os SUVs. Além de um visual animal, a RS6 Avant traz o motor V8 4.0 biturbo de 600 cv e 81,6 kgfm de torque. Pessoalmente, impressiona pela carroceria larga, mas mais discreta que a geração anterior, e lotada de tecnologias, como o interior com três telas para as funções multimídia, de controle do carro e para o painel de instrumentos. 

Sua chegada ao Brasil deve acontecer no quarto trimestre de 2020, data que bate com o próximo Salão do Automóvel de São Paulo, mostrando que a perua deverá ser uma das principais estrelas da marca alemã na mostra. O preço? Falar em R$ 700 mil para mais não é um exagero.

RS7 Sportback

Audi RS 7 Sportback (2019)

Não gosta de perua? Além de ser uma pessoa sem coração, você pode optar pelo RS7 Sportback. Traz a mesma base e mecânica da perua, inclusive o sistema de tração integral Quattro e o sistema híbrido leve de 48 volts. O visual é de um coupé de quatro portas com as mesmas tecnologias do A7 - que conheceremos no Brasil ainda esta semana. 

Preço e data de lançamento deverão ser bem próximas da perua RS6 Avant, assim como acontece com a RS4 Avant e o RS5 coupé em solo brasileiro. 

Jaguar/Land Rover

Defender

Land Rover Defender 2020

Fora os elétricos e híbridos, a nova geração do Defender é um dos (se não o mais) importantes lançamentos desta edição de Frankfurt. O percursor dos SUVs ganhou luxo mas não perdeu charme nem capacidade fora-de-estrada e já está sendo trabalhado para chegar ao Brasil no segundo trimestre de 2020. 

Preços e versões ainda estão sendo definidos, mas já se sabe que viverá entre o Discovery Sport e o Discovery na linha brasileira. Segundo fontes da marca, é um dos modelos mais esperados no Brasil pelos consumidores mesmo antes da apresentação oficial.

F-Pace SVR

Jaguar F-Pace SVR

Este chega antes do que você pensa. A versão preparada do SUV F-Pace apimentada pela SVO chegará ao Brasil em outubro deste ano com o motor V8 5.0 Supercharger de 550 cv e visual que realmente bota medo, com direito a bancos semi-concha no interior. A Jaguar declara uma aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 4,3 segundos e velocidade máxima de 283 km/h.

Novo XE

Jaguar XE

O sedã inglês concorrente do BMW Série 3 e Mercedes-Benz Classe C recebeu uma leve reestilização e chegará ao Brasil junto com o novo F-Pace SVR, em outubro. Seu maior diferencial está no interior, agora com painel de instrumentos em TFT, uma tela para controle de funções do carro na região onde normalmente estaria os controles do ar-condicionado e sistema multimídia. A alavanca do câmbio deixa de ser um botão giratório e adota uma alavanca tradicional. 

Discovery Sport

Land Rover Discovery Sport 2020

Produzido no Brasil, o Discovery Sport terá sua primeira reestilização por aqui no começo de 2020. Como no XE, o maior diferencial aparece no interior, bem mais moderno e conectado, e manterá inclusive a motorização Ingenium 2.0 turbo flex. Visual externo muda pouco e o traz para mais perto do novo Evoque e do irmão maior, o Velar. 

Mercedes-Benz

GLE

Mercedes-Benz GLE 2020 - Primeiras impressões

A quarta geração do SUV chega ao Brasil no último trimestre deste ano. A marca não confirma a motorização disponível por aqui, mas na Europa possui a versão 350, com motor 4 cilindros 2.0 turbo de 259 cv e a versão 450, com seis cilindros em linha de 367 cv e sistema híbrido leve de 48V. A variante vendida aqui será a tradicional, sem confirmação da vinda da coupé.

GLC

Mercedes-AMG GLC 63 2019

O GLC recebeu o MBUX, sistema multimídia integrado com um painel de instrumentos digital com a capacidade de atender funções por voz. Além disso, o visual se aproximou dos demais membros da família. Virá ao Brasil até novembro deste ano nas variantes tradicional e coupé com motorização 2.0 turbo com sistema híbrido leve EQBoost. 

A 45 S e CLA 45 S

Mercedes-AMG A 45 S 4Matic+ Coupe 2020

O motor 2.0 mais potente do mundo chegará ao Brasil. Não há como não resumir o A 45 e CLA 45 S de outra forma, afinal são 421 cv no quatro cilindros ligado a um sistema de tração integral e montados artesanalmente - assim como os motores maiores da AMG. O hatch e o coupé de quatro portas chegam ao Brasil em maio de 2020. 

Porsche

Taycan

Porsche Taycan 2020 - Fotos ao Vivo

O primeiro Porsche totalmente elétrico produzido em massa chegará ao Brasil inicialmente nas versões Turbo e Turbo S no segundo semestre de 2020. Segundo fontes da marca, o Taycan se posicionará em preços entre o Cayenne Turbo e Turbo S e o Panamera Turbo e Turbo S. Os dois motores elétricos chegam a 761 cv e 107,1 kgfm de torque no Turbo S, com aceleração de 0 a 100 km/h em apenas 2,8 segundos. 

Cayenne Coupé

Porsche Cayenne Coupé 2020

O SUV coupé chegará ao Brasil entre outubro de novembro deste ano inicialmente apenas na versão de entrada, a V6. Ou seja, trará sob o capô o V6 3.0 turbo com 340 cv e câmbio automático de oito marchas com sistema de tração integral. 

Volkswagen

I.D. 3

Volkswagen I.D. 3

Este merece uma menção honrosa mesmo praticamente descartado para o Brasil. Em entrevista para o Motor1.com Brasil, o presidente da VW do Brasil, Pablo Di Si, afirmou que o I.D. 3 é muito baixo para as condições de asfalto do Brasil e América Latina. Mas deixou no ar que o próximo lançamento da família, o I.D. 4, tem grandes chances por ser um SUV elétrico.