Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.943,90
    -2,80 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    23.034,93
    +21,84 (+0,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

Saiba quem é o CEO que ganha salário de mais de R$ 1 milhão

Dos bilionários salários pagos pelas 90 empresas do Ibovespa, R$ 400 milhões, ou 30% do total, estão nas mãos de apenas dez executivos (Getty Creative)
Dos bilionários salários pagos pelas 90 empresas do Ibovespa, R$ 400 milhões, ou 30% do total, estão nas mãos de apenas dez executivos (Getty Creative)
  • Remuneração anual conjunta dos 90 CEOs das empresas que compõem o Ibovespa superou a marca de R$ 1,1 bilhão em 2021;

  • Dos bilionários salários pagos, R$ 400 milhões, ou 30% do total, estão nas mãos de apenas dez executivos;

  • Remuneração desses executivos teve um aumento de 30% com relação ao ano de 2020.

Um levantamento realizado por um especialista em governança corporativa atestou que a remuneração anual conjunta dos 90 CEOs das empresas que compõem o Ibovespa superou a marca de R$ 1,1 bilhão em 2021, o que resultaria em um salário mensal de cerca de R$ 1 milhão. Renato Chaves levantou os ganhos a partir da documentação pública sobre remuneração que as empresas listadas têm de entregar à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Segundo informações do Estadão Conteúdo, que teve acesso ao estudo, "dos bilionários salários pagos pelas 90 empresas do Ibovespa, R$ 400 milhões, ou 30% do total, estão nas mãos de apenas dez executivos. No topo da lista está o ex-presidente do banco espanhol Santander no Brasil, Sergio Rial, que embolsou R$ 59 milhões no ano passado". Na sequência vêm os salários do líder da mineradora Vale, Eduardo Bartolomeo (R$ 55 milhões); de Milton Maluhy, do Itaú Unibanco (R$ 53 milhões); Pedro Zinner, que preside a Eneva (R$ 52,7 milhões), e Gilberto Tomazoni, da JBS (R$ 52,6 milhões).

O estudo também verificou que a remuneração desses executivos teve um aumento de 30% com relação ao ano de 2020. Questionadas pela reportagem, as empresas alegaram que "em 2020, primeiro ano da pandemia de Covid-19, muitos dos salários não sofreram reajuste algum – e que o ano passado foi o momento de compensar parte dessas perdas".

A polêmica com os mega salários de CEOs vem poucos dias após a divulgação de uma discrepância de salários detectada na Amazon. A remuneração total do CEO da empresa, Andy Jassy, foi 6,4 mil vezes maior que a da média dos funcionários da empresa no ano passado.

Em comunicado à Forbes, um porta-voz da Amazon disse que a remuneração de Jassy parece inflada devido à forma com que a SEC (comissão de valores imobiliários dos Estados Unidos) exige que as empresas relatem compensações. A maior parte dos ganhos teria vindo de prêmios e ações concedidos ao longo de dez anos.

Outros executivos na lista foram amplamente compensados com prêmios de ações restritas de longo prazo, como Tim Cook, que recebeu US$ 83 milhões em ações da Apple no ano passado. Na época, os ganhos dele cresceram 569%.