Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.764,26
    +3.046,32 (+2,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.853,37
    +392,82 (+0,81%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,84
    -2,50 (-2,65%)
     
  • OURO

    1.816,70
    +9,50 (+0,53%)
     
  • BTC-USD

    24.109,46
    -71,56 (-0,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    574,64
    +3,36 (+0,59%)
     
  • S&P500

    4.280,15
    +72,88 (+1,73%)
     
  • DOW JONES

    33.761,05
    +424,38 (+1,27%)
     
  • FTSE

    7.500,89
    +34,98 (+0,47%)
     
  • HANG SENG

    20.175,62
    +93,19 (+0,46%)
     
  • NIKKEI

    28.546,98
    +727,65 (+2,62%)
     
  • NASDAQ

    13.570,00
    +258,75 (+1,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2083
    -0,1154 (-2,17%)
     

Saiba por que o WhatsApp, Instagram e Facebook podem ter caído

·3 min de leitura
  • Falha nos serviços é global é já passa de três horas

  • Problema no DNS é a explicação mais cogitada no momento

  • Falha parecido em outra empresa aconteceu em julho

O quatro de outubro de 2021 será lembrado como o dia que os serviços de Mark Zuckerberg - WhatsApp, Instagram e Facebook - pararam de funcionar. Além deles, há registros de instabilidade no Telegram (uma alternativa ao WhatsApp) e no Nubank, entre outras ferramentas.

Leia também:

Mas qual foi o motivo desse apagão nos serviços de redes sociais nesta segunda? Ainda não há uma explicação oficial, mas pelo jeito que o problema ocorreu e do jeito que vem se prolongando, algumas alternativas começam a se desenhar.

A mais provável delas é que houve uma falha no DNS - Domain Name System -, que é é o servidor que direciona os usuários aos destinos durante a navegação.

O DNS costuma ser comparado com uma lista telefone. Os navegadores passam a 'consultá-lo' para chegar ao site buscado. Quando há falha no DNS, os navegadores ficam 'perdidos' e não conseguem chegar ao destino.

Quais as hipóteses para a queda global do Facebook, WhatsApp e Instagram?

O site The Verge, especializado em cobertura de tecnologia, afirma que "o problema é aparentemente" o DNS (Domain Name System, ou Sistema de Nomes de Domínio). A sigla denomina um sistema que registra os nomes do site e os seus endereços IP - que são um número identificador.

Quando um usuário digita o site no qual deseja navegar, por exemplo, é esse sistema o responsável por traduzir o que foi digitado para o endereço IP e permite o acesso.

O BGP (Border Gateway Protocol, ou Protocolo de Entrada da Fronteira) também pode ser um dos motivos. Ele é uma espécie de conjunto de regras responsáveis por conectar as redes de internet.

O jornal New York Times, por exemplo, por meio de fontes do departamento de segurança do Facebook que quiseram anonimato, sustenta que a possibilidade de um ataque hacker é improvável. A explicação seria a sincronia da queda das três redes, que possuem tecnologias diferentes.

O jornal americano diz ainda que a plataforma interna de comunicação da empresa, Workplace, também saiu do ar.

Já o britânico Financial Times destaca que o apagão ocorre um dia antes de uma funcionária da companhia testemunhar no Senado americano. Frances Haugen foi a responsável por fornecer os documentos internos da empresa que deram origem a uma série de reportagens do Wall Street Journal.

O veículo afirma, por exemplo, que a companhia estava ciente desde 2019 de que o Instagram, rede social da qual é dona, é potencialmente danoso para a saúde mental de meninas adolescentes.

Confira as falhas parecidas que já ocorreram

Em julho, uma pane no DNS afetou a empresa de armazenamento na nuvem Akamai, afetando múltiplos serviços, incluindo de empresas como a Delta Airlines.

Mesmo assim é raro que esse tipo de problema afete um gigante da tecnologia como o Facebook e deixe os serviços tanto tempo fora do ar.

Mas a falha no DNS pode não ser o único sintoma desse problema global do Facebook. Não podemos descartar também alguma alteração "perdida" em configurações no sistema ou até mesmo uma paralisação física em algum servidor.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos