Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.944,43
    +2.114,70 (+1,96%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.740,96
    -594,55 (-1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,49
    +1,35 (+1,75%)
     
  • OURO

    1.889,80
    +5,00 (+0,27%)
     
  • BTC-USD

    22.880,12
    -216,41 (-0,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    527,27
    -9,62 (-1,79%)
     
  • S&P500

    4.118,77
    -45,23 (-1,09%)
     
  • DOW JONES

    33.941,73
    -214,96 (-0,63%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.283,52
    -15,18 (-0,07%)
     
  • NIKKEI

    27.606,46
    -79,01 (-0,29%)
     
  • NASDAQ

    12.568,75
    -208,00 (-1,63%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5712
    -0,0059 (-0,11%)
     

Saiba os benefícios para Tim e Claro na compra da Oi Móvel

Operadoras assumiram maior parte dos clientes e terão ganhos na bolsa de valores. (Rafael Henrique/Getty Images)
Operadoras assumiram maior parte dos clientes e terão ganhos na bolsa de valores. (Rafael Henrique/Getty Images)
  • Tramite da compra da Oi Móvel pelo grupo de empresas começou em 2020;

  • Migração de linhas e clientes não tem data para começar;

  • A empresa Oi está em recuperação judicial com dívidas estimadas em R$ 65 bilhões.

Na última segunda-feira (31/01), a Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) aprovou, com algumas condições, a venda da rede de telefonia celular da Oi para uma aliança entre as operadoras Tim, Telefônica (Vivo) e Claro.

A companhia Oi vendeu o segmento de telefonia móvel, denominada de Oi Móvel, como etapa de um processo de recuperação judicial em andamento para pagar dívidas. A venda, por meio de leilão, foi realizada em dezembro de 2020 ao grupo composto pelas outras três operadoras em atuação no país.

Leia mais:

A operação precisou da aprovação do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) e anuência da Anatel. A votação da transação terminou nesta segunda-feira com o acréscimo do conselheiro e presidente interino do colegiado da Anatel, Vicente Bandeira de Aquino Neto, ao voto do relator do processo, conselheiro Emmanoel Campelo. O trâmite foi aprovado pelos presentes.

Na questão dos consumidores remanescentes da Oi, a Tim, Vivo e Claro devem:

  • Apresentar o cronograma de migração de clientes;

  • Constituir canais de comunicação para sanar dúvidas de consumidores sobre a migração;

  • Possibilidade do direito de escolha de plano de serviço equivalentes ou semelhantes aos contratados na Oi;

  • Garantir o direito à privacidade dos dados;

  • Direito a portabilidade a qualquer momento;

  • Proibição de migração automática, fidelização ou cobrança de algum ônus.

Segundo os economistas do BofA (Bank of America), a Tim e a Claro devem ficar com 40% e 32% da base de clientes da Oi Móvel. O Banco norte-americano sugere o preço de compra das ações em R$ 17, para a Tim, e R$ 110 (US$ 21), para Claro.

O banco de investimentos XP também avalia um preço de conta para os papéis da TIM em R$ 21 até o final de 2022

Com informações do G1 e InfoMoney.