Mercado fechado

Saiba o quanto a alta dos combustíveis mexe no seu bolso

·2 min de leitura
Homem abastecendo o carro
A simulação considerou uma pessoa que percorre 30 km por dia e mora em São Paulo
(Getty Creative)
  • Levantamento da Open Co mostra quanto os paulistanos gastam por ano com transporte

  • Devido à alta do combustível, ficou 5,22% mais caro manter um carro popular

  • O meio de transporte mais caro é a SUV à diesel; o mais barato é o transporte público

É fato que a alta dos combustíveis tem mexido no bolso dos brasileiros. Mas para entender, de fato, qual o impacto do aumento em reais, a empresa de operação de crédito Open Co realizou uma pesquisa que leva em conta a variação de preços ao longo do último ano.

A simulação considerou uma pessoa que percorre 30 km por dia, sendo 900 km no mês contando trajetos de ida e volta. O cidadão mora em São Paulo e os custos são anuais.

Descobriu-se, então, que aqueles que possuem um carro popular – que consome menos combustível – gasta cerca de R$ 19.222 ao ano, contando com combustível, licenciamento, seguro, entre outras taxas. Comparando ao ano passado, o custo para manter este tipo de transporte aumentou 5,22%.

Leia também:

Já quem possui uma SUV movida à gasolina desembolsa, aproximadamente, R$ 45.752. Se o carro em questão usa diesel, o preço sobe ainda mais: R$ 57.153 anuais. São 7,15% de aumento para manter o veículo.

Quem depende de táxi ou Uber também entrou no levantamento. Enquanto o primeiro serviço faz o paulista ter um custo de R$ 32.076, o segundo é de R$ 23.400. A opção mais em conta para quem utiliza algum meio de transporte é o público: considerando duas passagens de metrô ou ônibus por trajeto, a conta fecha em R$ 4.056.

Com relação à gasolina, enquanto em agosto de 2020 o litro custava R$4, na primeira semana de setembro de 2021 foi para R$ 5,77 em São Paulo. Em alguns lugares do Brasil, o preço atingiu surpreendentes R$ 7 neste ano.