Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.440,19
    -1.737,36 (-1,52%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.694,20
    -469,81 (-0,85%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,43
    -1,58 (-1,95%)
     
  • OURO

    1.928,20
    -1,80 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    23.158,34
    +144,77 (+0,63%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,00
    +8,99 (+1,74%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.217,50
    +110,75 (+0,91%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5465
    +0,0268 (+0,49%)
     

Imposto de Renda: os documentos necessários

Notas fiscais e recibos entram na declaração do Imposto de Renda
Notas fiscais e recibos entram na declaração do Imposto de Renda (Rafael Henrique/Getty Images)
  • O prazo para a declaração do Imposto de Renda é entre os meses de abril e maio;

  • Pessoas com renda inferior a R$ 28.599, ao ano, são isentas da declaração;

  • MEI devem acrescentar documentos específicos.

No começo de ano sempre priorizamos o pagamento do IPVA, do IPTU, das compras de final de ano e deixamos para os meses de março e abril os preparativos para a declaração de imposto de renda. Para evitar apertos com o prazo e se prevenir da malha fina, a dica é deixar os documentos organizados ao longo do ano.

Para facilitar o seu trabalho segue abaixo a lista com os documentos necessários para a declaração de imposto de renda.

Vale lembrar que pessoas com renda anual abaixo de R$ 28.599, 70 e produtores rurais com receita bruta inferior a R$ 142.798,50 estão isentos do imposto de renda.

Leia mais

Documentos pessoais

As primeiras informações solicitadas pelo programa da Receita Federal são os documentos pessoais.

Comprovante de renda

Após os documentos, é preciso apresentar ao leão a origem do seu dinheiro ao longo do ano. Para isso reúna os Informes de Rendimentos até o mês de fevereiro. Estes registros devem conter o salário, impostos retidos na fonte, contribuições ao INSS e dados da empresa. Aposentados e pensionistas do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) devem acessar o documento no site da Previdência.

  • Informes de rendimento de instituições financeiras onde o cidadão tenha investimentos

  • Informes de rendimento fornecidos empresas, INSS, ou qualquer fonte pagadora

  • Comprovante de apuração mensal do carnê-leão e dos DARFs pagos

  • Informes de rendimentos do cônjuge, se a declaração for conjunta

  • Informes de rendimento dos dependentes

  • Informe de rendimento da entidade de previdência privada

Comprovantes de gastos

É possível deduzir alguns gastos, como saúde, educação e previdência privada, no Imposto de Renda. Para inclui-los a sua declaração guarde-os por até cinco anos. Os comprovantes devem incluir o CPF ou CNJP da empresa ou prestador de serviço.

  • Comprovantes de gastos com educação pessoal ou dos dependentes limitados a R$ 3.561,50

  • Recibos ou notas fiscais de gastos com saúde do contribuinte ou de dependentes, sem limite de gastos

  • Comprovante de pagamento de previdência complementar

  • Comprovante de pagamento de pensão alimentícia judicial

Demais Comprovantes

Por último é necessário incluir os valores referentes a venda e compra de propriedades como imóveis, carros, financiamentos, outros bens e serviços recebidos.

  • Comprovantes dos pagamentos de alugueis ou arrendamento rural

  • Comprovante de pagamentos realizados a profissionais liberais

  • Documentos de compra e venda de bens

  • Comprovante de recebimento de herança

  • Contrato ou documentos referentes à operações de crédito

Documentação de MEI (Microempreendedor individual)

Microempreendedores individual estão no meio termo da tributação brasileira por serem pessoas físicas com CNJP. O MEI deve fazer o Imposto de Renda como pessoa física e acrescentar os seguintes documentos:

  • Declaração Anual de Faturamento (DASN-SIMEI)

  • Notas fiscais e recibos emitidos

  • CNPJ

  • Nome da empesa

Com informações do InfoMoney