Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.669,90
    -643,33 (-0,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.627,67
    -560,48 (-1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,34
    -0,26 (-0,44%)
     
  • OURO

    1.744,10
    -14,10 (-0,80%)
     
  • BTC-USD

    59.948,04
    +1.665,27 (+2,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.235,89
    +8,34 (+0,68%)
     
  • S&P500

    4.128,80
    +31,63 (+0,77%)
     
  • DOW JONES

    33.800,60
    +297,03 (+0,89%)
     
  • FTSE

    6.915,75
    -26,47 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    28.698,80
    -309,27 (-1,07%)
     
  • NIKKEI

    29.768,06
    +59,08 (+0,20%)
     
  • NASDAQ

    13.811,00
    +63,25 (+0,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7625
    +0,1276 (+1,92%)
     

Saiba como seu pequeno negócio poderá se adequar à nova LGPD

Lu do Magalu
·2 minuto de leitura

Oi, gente! Hoje eu vim falar sobre um assunto importante. Vocês já conhecem a Lei Geral de Proteção de Dados, também conhecida como LGPD? Essa nova lei, é muito importante para todo mundo porque ela ajuda a manter seus dados pessoais mais protegidos, além de trazer mais transparência no uso desses dados por empresas.

É que o mundo está se tornando cada vez mais movido a dados, né? Por isso, é muito importante que seja determinado como deve ser feito o controle desses dados pessoais. Assim, a Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) é o órgão publico responsável pela aplicação da LGPD no Brasil.

Por exemplo, sabe quando a gente vê uma promoção bem legal na internet e para participar é preciso preencher um formulário com dados tais como nome, e-mail, número de telefone… Várias informações pessoais. A LGPD, é importante porque ela define diretrizes para que as empresas atuem com transparência, e tenham controles adequados para o tratamento dos seus dados pessoais.

Ah! E a lei vale para todo mundo, viu? A LGPD serve tanto para empresas grandes ou pequenas, sejam físicas ou digitais. A principal ideia, é que essas empresas possam criar uma relação com mais transparência e segurança para todas as pessoas. 💙

Tem um pequeno negócio? Veja quais medidas você deve tomar para se adequar a LGPD. 😉

Como os negócios devem se adequar à nova LGPD

Todo mundo gosta de ganhar desconto em uma loja, né? Mas às vezes é preciso fazer um cadastro, acessar uma rede social ou até mesmo participar de uma pesquisa para ganhar esse desconto. Só que ao coletar seus dados, essa empresa se torna responsável pela proteção deles.

Mesmo pequenas empresas ao se tornarem controladoras de dados, possuem um papel importante para garantir a proteção dos dados pessoais. Assim, existem algumas medidas práticas para se adequar a lei e criar um ambiente de segurança e proteção de dados no seu negócio.

Essas são algumas das atitudes que as empresas podem tomar para se adequar a LGPD:

  • apresentar com clareza a necessidade daqueles dados pessoais;

  • ter “Políticas de Privacidade” que sejam acessíveis e fáceis de entender;

  • sempre solicitar consentimento aos titulares para uso de dados;

  • informar quais dados estão sendo coletados;

  • garantir a segurança dos dados pessoais coletados;

Ah! É importante mencionar que todas as empresas no Brasil estão sujeitas à LGPD. Mas não são só elas, viu? A lei também se aplica para negócios que oferecem serviços ou produtos a pessoas que moram no Brasil e a empresas que fazem tratamento de dados de pessoas que estão no Brasil. Assim, grandes empresas como o Facebook, por exemplo, também estão sujeitos a LGPD, tá?

Você pode ter acesso à cartilha da LGPD clicando aqui.

Pronto! Essas foram algumas dicas de como adequar seu pequeno negócio a LGPD. Compartilhe essa matéria com seus amigos para que a nova lei possa chegar em mais pessoas. 🥰

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: