Mercado fechado

Saiba como escolher o melhor modelo de teclado para seu computador

Ariane Velasco

Desnecessário dizer que o teclado é um item imprescindível na hora de utilizar seu computador. Logo, é muito importante, na hora da compra, selecionar corretamente seu modelo, uma vez que, embora pareça, nem todos são iguais. Características como uma tecnologia adotada ou um recurso específico podem fazer toda a diferença no funcionamento do periférico.

Confira, a seguir, dicas para escolher corretamente o modelo de seu teclado

Teclado sem fio x com fio

Existem dois tipos de teclado: o sem fio e o com fio. Os primeiros, em sua maioria, possuem um receptor USB que pode ser utilizado para conectá-los em certos casos. No entanto, a maioria deles funciona com pilhas e é importante verificar constantemente se elas ainda estão funcionando a fim de evitar surpresas.

A vantagem dos teclados sem fio consiste em poder se posicionar a uma distância maior da tela do computador, ganhando mais liberdade de movimento e, no caso de quem tem a visão um pouco mais sensível, maior conforto. Porém, esse tipo de teclado não é recomendado para jogos, uma vez que seus comandos tendem a apresentar mais atrasos do que o teclado com fio.

Os teclados com fio, por outro lado, possuem uma conexão mais direta e estão sujeitos a menos interferências, o que lhes garante um tempo de resposta mais rápido.

Teclado sem fio (Imagem: Divulgação)

Tipos de teclado

Além dá conexão, é necessário escolher entre os diversos modelos disponíveis, que contam com diferenças em suas características e são destinados para diferentes tipos de uso. Confira quais são eles:

  • Teclado comum (ou de escritório): esse tipo de teclado é destinado exclusivamente para tarefas que necessitam de mais produtividade. Ele não conta com teclas extras ou atalhos para comandos diferenciados.
  • Teclado multimídia: Esse tipo também pode ser usado em escritórios, mas é destinado para quem procura atalhos na hora de executar uma faixa ou assistir um vídeo no computador. Com ele, é possível trocar as músicas sem ter que abrir a interface do programa que está utilizando para reproduzi-las.
  • Teclado gamer: como o próprio nome já sugere, esse tipo de teclado é destinado para quem costuma jogar no computador e traz algumas opções extras, como a possibilidade de usar macros, trocar a cor da iluminação e até contar com tecnologia anti-ghosting, que permite apertar mais de quatro teclas do teclado ao mesmo tempo e ter todos os comandos registrados. Ele é ideal para quem deseja obter a máxima performance em suas partidas.
Teclado gamer (Imagem: Divulgação)

Tecnologias implementadas ao teclado

Além das características citadas acima, é muito importante verificar qual a tecnologia implementada a um teclado antes de comprá-lo. Atualmente, é possível encontrar três tipos diferentes no mercado:

  • Teclado de membrana: esse é o modelo mais comum e conta com uma camada plástica por baixo das teclas (que é responsável por acionar os contatos e produzir os comandos). Ele é o modelo mais barato, mas pode não reconhecer algumas combinações de teclas quando pressionadas ao mesmo tempo, o que o torna uma má opção para jogos.
  • Teclado com Switch mecânico: esse modelo de teclado possui um switch em cada tecla, que funciona como uma espécie de chave. Assim, diferentes combinações podem ser acionadas sem que a pessoa tenha que se preocupar se elas funcionarão ou não. Seu tempo de resposta também tende a ser mais curto, o que o torna um teclado melhor para gamers.
  • Teclado com switch óptico: esse tipo de switch, embora similar ao anterior, envia um sinal mais limpo, o que garante um funcionamento mais correto.
    Vale lembrar, no entanto, que os teclados de switch costumam ser um pouco mais barulhentos.
Teclado com switch (Imagem: Divulgação)

Diferenças de layout e modelos dos teclados

É importante entender também o layout do teclado antes de comprá-lo. Isso porque, no Brasil, não é raro que alguns fabricantes disponibilizem modelos para venda que estão fora do padrão ABNT e, por isso, não contam com a tecla “ç”, por exemplo.

Assim como esses detalhes, outras características dos teclados também podem mudar de acordo com sua fabricação, como o desenho e distância entre as teclas. Se você deseja evitar problemas de saúde como tendinite (especialmente se utiliza bastante o teclado), prefira um modelo ergonômico, que permite descansar o braço durante o uso.

Exemplo de teclado sem ABNT (Imagem: Divulgação)

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: