Mercado fechará em 4 h 49 min

Saiba como consultar o saldo do PIS, cujo saque foi autorizado

1 / 1
Temer amplia saque de recursos do PIS/Pasep

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O presidente Michel Temer anunciou nesta quarta-feira (13) a ampliação do saque do fundo do PIS/Pasep  para trabalhadores não aposentados de todas as idades.

As pessoas que trabalharam com carteira assinada entre 1971 e 1988 terão até o dia 28 de setembro para retirar os recursos, seguindo um calendário que será divulgado pelo governo federal.

O trabalhador já pode consultar o saldo que tem no PIS na Caixa Econômica Federal.

Para isso, deve acessar o site www.caixa.gov.br/cotaspis e clicar em "Consulte seu saldo", no lado direito da página.

É preciso informar o número de seu PIS, CPF ou NIT (Número de Inscrição do Trabalhador).

Na sequência, é preciso preencher sua data de nascimento, indicar se é aposentado ou não e em seguida clicar em "Não sou um robô" e em "Continuar".

Depois, é preciso cadastrar uma senha para autenticação e informar o número do telefone celular.

O saldo a receber aparecerá na tela. Em seguida, o trabalhador define como quer receber o dinheiro.

No caso dos servidores públicos inscritos no Pasep, a consulta é pelo site do Banco do Brasil.

Têm direito ao benefício todos os trabalhadores que foram cadastrados no fundo PIS/Pasep até 4 de outubro de 1988 e que ainda não sacaram o saldo da conta individual de participação, segundo a medida provisória 813 —aprovada no Senado em 28 de maio. 

Com a sanção da lei e a assinatura do decreto, a próxima etapa é a divulgação dos calendários de saques.

Trabalhadores da iniciativa privada que tiverem conta-corrente na Caixa, ou servidores correntistas do Banco do Brasil, terão o depósito feito automaticamente. Demais cotistas poderão sacar o dinheiro diretamente nas agências bancárias.

A cota do PIS é um benefício diferente do abono salarial, pago todos os anos a alguns trabalhadores. Quem já sacou a cota na aposentadoria não tem mais direito.