Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.482,32
    +216,10 (+1,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Safari terá login por biometria e guias compartilhadas no iOS 16

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O Safari deve receber uma nova atualização para deixá-lo alinhado ao iOS 16, ao iPadOS 16 e ao macOS Ventura. O anúncio feito durante a WWDC 2022 revelou que o navegador deve focar em mais segurança para senhas e adicionar recursos para melhorar a experiência do usuário.

Uma das maiores novidades é a chegada do Grupos, recurso que reunirá guias compartilhadas entre pessoas selecionadas. Você poderá criar um grupo colaborativo no qual os integrantes poderão trabalhar juntos em um projeto, com as mesmas guias e sites favoritos diretamente no navegador.

O "novo" Safari terá recursos colaborativos para várias pessoas trabalharem em guias compartilhadas (Imagem: Reprodução/Apple)
O "novo" Safari terá recursos colaborativos para várias pessoas trabalharem em guias compartilhadas (Imagem: Reprodução/Apple)

O gerente do grupo poderá configurar páginas iniciais, planos de fundo, marcadores e seções vistas por todos. Esse parece ser um recurso voltado para o mercado de trabalho, pois empresas poderão gerenciar acessos e dividir melhor os projetos entre funcionários. Será possível, por exemplo, elencar como favoritos os serviços usados diariamente, como ponto eletrônico, gestão de estoque, site institucional e similares.

Também pode ser útil em escolas, porque os professores podem limitar apenas as páginas necessárias para aulas. Uma das maiores dificuldades dos educadores, principalmente em aulas remotas, é competir com distrações proporcionadas na web.

Mais segurança na web

Como já virou marca da Apple, o Safari deve adicionar uma camada extra de segurança para uma navegação tranquila. A atualização terá um método de login para substituir as senhas em sites e aplicativos. Em vez de armazenar as credenciais em na nuvem, os dados permanecerão no dispositivo, assim hackers não terão acesso se violarem dados do servidor.

Além disso, o Touch ID e o Face ID serão usados para verificação biométrica no lugar da digitação de senha. O serviço "Chaves do iCloud" deve sincronizar senhas no iPhone, iPad, Mac e Apple TV associadas a uma conta. Isso é uma vantagem e tanto para evitar a necessidade de digitar as combinações o tempo inteiro, principalmente quando não há um teclado próximo.

Resta saber se esses ajustes serão suficientes para garantir o retorno de usuários que abandonaram o Safari nos últimos meses. Embora o app tenha alcançado a marca de um bilhão de usuários, dados apontam uma queda da segunda para a terceira colocação em percentual do mercado global de navegadores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos