Mercado fechado
  • BOVESPA

    105.069,69
    +603,45 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.597,29
    -330,09 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,22
    -0,28 (-0,42%)
     
  • OURO

    1.782,10
    +21,40 (+1,22%)
     
  • BTC-USD

    49.543,20
    +1.882,59 (+3,95%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.367,14
    -74,62 (-5,18%)
     
  • S&P500

    4.538,43
    -38,67 (-0,84%)
     
  • DOW JONES

    34.580,08
    -59,71 (-0,17%)
     
  • FTSE

    7.122,32
    -6,89 (-0,10%)
     
  • HANG SENG

    23.766,69
    -22,24 (-0,09%)
     
  • NIKKEI

    28.029,57
    +276,20 (+1,00%)
     
  • NASDAQ

    15.687,50
    -301,00 (-1,88%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3953
    +0,0151 (+0,24%)
     

Sachsida indica lançamento em 2022 de recebíveis de frete mirando público caminhoneiro

·1 min de leitura
Caminhoneiros fazem carreata em apoio ao presidente Jair Bolsonaro em Gravataí, RS

BRASÍLIA (Reuters) - O secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, indicou nesta quinta-feira que recebíveis de frete serão lançados em 2022, mirando o barateamento de operações para caminhoneiros.

"Ano que vem começam os recebíveis de frete", disse ele. "Com os recebíveis de frete, a taxa que o caminhoneiro paga para poder receber seu dinheiro vai cair de algo como 20%, 25% para 4% a 5%. A Caixa está liderando também (essa medida)", complementou.

Em evento no Palácio do Planalto sobre o novo marco legal de garantias, o secretário estimou que o projeto de lei sobre o tema vai abrir caminho para que este mercado valha dez vezes mais que o de alienação fiduciária.

Segundo Sachsida, qualquer item poderá ser usado como garantia para que as operações de crédito fiquem mais acessíveis, como por exemplo telefones celulares.

Ele também indicou que o governo propiciará que 4 bilhões de reais sejam direcionados para Estados e municípios nos próximos quatro anos ao devolver aos entes o direito de licitar sua folha.

"Custo fiscal é zero", frisou o secretário.

(Por Marcela Ayres)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos