Mercado fechado

Sabe por que The Last of Us 2 se passa em Seattle? O diretor do game explica

Wagner Wakka

The Last of Us Part II se passa em Seattle, num ambiente bem diferente do primeiro título da franquia. A continuação já está próxima do lançamento e Neil Druckman, diretor do game, explicou os motivos de usar a cidade como base para a história.

“Uma das razões pelas quais usamos Seatlle é por conta dos pontos diferentes que a cidade tem. Sabíamos que gastaríamos muito tempo na cidade e, como um bom jogo da Naughty Dog, precisamos mudar coisas de acordo com a arte e locais”, contou o diretor em entrevista ao IGN.

Um dos elementos importantes da cidade é a vegetação espalhada pelo chão. Localizada ao norte dos Estados Unidos, a cidade tem estações climáticas bem definidas, o que ajudou na direção de arte do game. “O time estudou a arquitetura da cidade e a vegetação que cresce naquelas partes do país. Escanearam diferentes materiais para que pudéssemos fazê-los bem autênticos”, conta.

O Canaltech pôde jogar o game antecipadamente e já divulgou uma prévia sobre o game. É possível perceber que Seattle é um dos elementos-chave desta continuação.

A cidade também colabora para a verticalização do ambiente. Agora, a protagonista Ellie precisa lidar com os Washington Liberation Front e os Stalkers a perseguindo. Com menos força que Joel, ela usa mais o ambiente para combatê-los, o que já foi apresentado pela Naughty Dog na série de vídeos sobre o título.

Por exemplo, a vegetação da cidade pode ser usada por Ellie para se esconder dos inimigos, sendo uma das principais mecânicas de sobrevivência do jogo. “Você tem o Washington Liberation Front [WLF], que é uma facção militarizada secular, e os Seraphites, um grupo religioso que rejeitou a tecnologia do mundo antigo e começou a se reconstruir”, explica Druckman.

Isso faz dos inimigos dois tipos de oponentes bem distintos, aponta o diretor. Por exemplo, do lado do WLF, como grupo militarizado, eles carregam armamento mais pesado. Já os Seraphites se escondem pelos cantos e pegam o jogador de surpresa. “Os Seraphites usam a vegetação da mesma forma que a Ellie, o que os WLF não conseguem fazer”, comenta o diretor.

The Last of Us Part II é um exclusivo do PlayStation 4 com lançamento em 19 de junho. O Canaltech já está analisando o game e você confere o review completo, mas sem spoilers, no dia 12 de junho.

Fonte: Canaltech