Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +413,26 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,39 (-0,61%)
     
  • OURO

    1.777,30
    +10,50 (+0,59%)
     
  • BTC-USD

    60.828,27
    -920,34 (-1,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,68 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,57 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,68 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    +10,00 (+0,07%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6943
    -0,0268 (-0,40%)
     

Série Galaxy S21 triplica vendas da geração anterior nos EUA

Felipe Junqueira
·2 minuto de leitura

A série Galaxy S21 trouxe inovações e preço mais baixo que a geração anterior, em um esforço da Samsung para retomar os bons números de venda da linha. De acordo com um relatório da Strategy Analytics, a estratégia funcionou, ao menos em um dos mais importantes mercados de dispositivos móveis do mundo.

Além da Coreia do Sul, país-sede da Samsung, que mostrou aumento de cerca de 30% nos 11 primeiros dias de vendas, os Estados Unidos também apresentaram forte crescimento na busca pelos novos topo de linha da empresa. O primeiro mês desde o início oficial da disponibilidade do Galaxy S21 nos EUA gerou três vezes mais vendas do que os Galaxy S20. E o Galaxy S21 Ultra ainda ficou com cerca de 40% do total de unidades vendidas da linha.

Claro que não foram apenas as novidades dos celulares e o preço mais baixo comparado com a série anterior que influenciou no aumento da procura. O fato de o Galaxy S20 ter sido lançado bem no começo da pandemia de COVID-19, que tornou o ano de 2020 atípico, também entra na equação.

Seja como for, os números disponíveis até agora mostram que a Samsung conseguiu se recuperar bem depois do relativo fracasso da série Galaxy S20. Inclusive, a própria Strategy Analytics aposta em crescimento no total de vendas da gigante sul-coreana, que deve manter a liderança global no mercado de dispositivos móveis com fatia de 20%, em uma indústria que tem potencial de aumentar em 7%, totalizando 1,4 bilhão de aparelhos em 2021.

Ainda não há números das vendas do Galaxy S21 no Brasil, e a Samsung não divulga oficialmente quantas unidades colocou em estoque no varejo de nenhum país. Outras empresas de análise de mercado devem divulgar mais detalhes sobre a aceitação da nova série nas próximas semanas.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: