Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.392,70
    +207,92 (+0,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

São Paulo vai aplicar 4ª dose em quem tem mais de 45 anos nesta quarta (22)

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A partir de quarta-feira (22), a cidade de São Paulo começa a imunizar aqueles que têm mais de 45 anos com a quarta dose da vacina contra a covid-19. No total, a prefeitura espera vacinar cerca de 500 mil pessoas que têm de 45 a 49 anos e estão aptas para receber o reforço.

Diferente do proposto pelo Ministério de Saúde — que liberou a quarta dose para todos com mais de 40 anos —, a capital ampliará o público da vacinação gradualmente. “A cidade de São Paulo fará a vacinação de forma escalonada, pois há uma grande quantidade de pessoas entre 40 e 49 anos na capital. Assim, garantimos mais conforto à população, ofertando o reforço a todos os elegíveis”, explicou o secretário municipal da Saúde, Luiz Carlos Zamarco, em comunicado.

Qual vacina deve ser usada no reforço em SP?

Vale lembrar que, para receber quarta dose da vacina, a pessoa deve ter recebido a dose anterior do imunizante contra covid-19 há pelo menos quatro meses. Segundo o Ministério da Saúde, a orientação é que seja aplicada uma das seguintes vacinas, independentemente da dose aplicada anteriormente:

  • AstraZeneca/Fiocruz.

  • Pfizer/BioNTech;

  • Janssen (Johnson & Johnson).

No momento, a pasta não orienta o uso da CoronaVac contra a covid-19 para a segunda dose de reforço.

Para além da campanha de vacinação contra a covid-19, os postos de saúde da cidade de São Paulo também estão imunizando contra a gripe (influenza), polimielite (pólio) e sarampo. É importante destacar que é possível tomar a vacina contra a gripe e a da covid no mesmo dia.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos