Mercado fechará em 4 h 48 min
  • BOVESPA

    108.580,88
    -2.858,48 (-2,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.737,42
    -570,29 (-1,11%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,95
    -1,02 (-1,42%)
     
  • OURO

    1.767,40
    +16,00 (+0,91%)
     
  • BTC-USD

    43.849,34
    -3.809,31 (-7,99%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.093,50
    -40,88 (-3,60%)
     
  • S&P500

    4.361,50
    -71,49 (-1,61%)
     
  • DOW JONES

    34.079,55
    -505,33 (-1,46%)
     
  • FTSE

    6.898,65
    -64,99 (-0,93%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    14.985,50
    -340,50 (-2,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2449
    +0,0455 (+0,73%)
     

São Paulo registra 3,2ºC e bate recorde de frio dos últimos 17 anos, diz CGE

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A capital paulista registrou nesta sexta-feira (31) a mínima média de 3,2ºC, a temperatura mais baixa desde 2004, quando o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) iniciou os registros na cidade.

A mínima absoluta também registrou novo recorde de -3ºC, em Marsilac, no extremo sul de São Paulo. Em Capela do Socorro, também na zona sul, foi registrado -2ºC.

Ainda na madrugada desta sexta-feira o CGE já tinha registrado um novo recorde de 4ºC, como a menor mínima média da capital. O recorde de frio anterior foi registrado na quinta-feira (29), com mínima média de 4,7ºC.

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) também registrou recorde de frio. Segundo dados da estação meteorológica do Mirante de Santana, na zona norte de São Paulo, a temperatura mínima ao amanhecer desta sexta-feira foi de 4,3°C. Foi menor temperatura dos últimos cinco anos na capital, batendo os registros de quinta-feira (29), quando foi registrado 5,3°C.

Previsão para os próximos dias O frio intenso em São Paulo é resultado da passagem de uma massa de ar polar, que começa a enfraquecer e as temperaturas devem apresentar gradativa elevação nos próximos dias, entretanto as madrugadas ainda devem ser geladas, segundo o CGE.

A sexta-feira deve ter sol, que deve diminuir um pouco a sensação de frio, mas as temperaturas não sobem muito com máximas em torno dos 15°C. Os índices de umidade entram em declínio e devem atingir valores próximos aos 40% no período da tarde e não há expectativa de chuva.

O sábado (31) deve apresentar mais uma madrugada gelada, com formação de geadas e termômetros oscilando em torno dos 6°C. No decorrer do dia o sol aparece e deve elevar as temperaturas, com máxima de 17ºC.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos