Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.035,17
    -2.221,19 (-1,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.592,91
    +282,64 (+0,64%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,66
    -1,87 (-2,94%)
     
  • OURO

    1.733,00
    -42,40 (-2,39%)
     
  • BTC-USD

    45.438,04
    -2.332,31 (-4,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    912,88
    -20,25 (-2,17%)
     
  • S&P500

    3.811,15
    -18,19 (-0,48%)
     
  • DOW JONES

    30.932,37
    -469,64 (-1,50%)
     
  • FTSE

    6.483,43
    -168,53 (-2,53%)
     
  • HANG SENG

    28.980,21
    -1.093,96 (-3,64%)
     
  • NIKKEI

    28.966,01
    -1.202,26 (-3,99%)
     
  • NASDAQ

    12.905,75
    +74,00 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7583
    +0,0194 (+0,29%)
     

São Paulo recebe novo lote de insumos para fabricação da CoronaVac

Felipe Demartini
·2 minuto de leitura

São Paulo recebeu na manhã desta quarta-feira (10) um novo lote de insumos para a fabricação da CoronaVac pelo Instituto Butantan. Um avião vindo da China pousou no Aeroporto Internacional de Guarulhos trazendo 5,6 mil litros de matéria-prima, que serão utilizados na produção de 8,7 milhões de doses destinadas ao Plano Nacional de Imunizações (PNI).

O Insumo Farmacêutico Ativo, ou IFA, é produzido pela farmacêutica chinesa Sinovac e exportado ao Brasil como parte de uma parceria entre a companhia e o Butantan. Junto a outro lote que chegou na última semana, com outros 5,4 mil litros, a expectativa do instituto paulista é entregar 17,3 milhões de doses da CoronaVac para o Ministério da Saúde no final deste mês. O Governo Federal é o responsável pela divisão e distribuição das vacinas aos estados e municípios.

Além disso, a chegada da matéria-prima também garante um aumento na produção de imunizantes, com as novas remessas garantindo um ritmo de 600 mil doses diárias. Segundo o Butantan, 8,7 milhões de doses da CoronaVac foram entregues ao Ministério da Saúde ao longo do mês de janeiro e a expectativa é atingir um patamar de um milhão de unidades produzidas diariamente.

Até abril, a ideia é entregar um total de 46 milhões de doses, com outras 54 milhões sendo produzidas até setembro deste ano, quando se encerra a parceria com a Sinovac. De acordo com Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, os esforços devem contribuir para a imunização de 50 milhões de brasileiros, pouco menos de um quarto da população do país.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), esteve presente na cerimônia de recebimento do novo lote de insumos, que chegou ao aeroporto em um voo da companhia aérea portuguesa TAP. No início da manhã, ele também publicou no Twitter uma mensagem do comandante e de um dos funcionários da linha responsáveis pelo transporte dos insumos.

De acordo com os dados mais recentes, quatro milhões de pessoas já foram vacinadas no Brasil. A campanha contra a COVID-19 começou em meados de janeiro com a imunização dos profissionais da saúde; agora, ela começa a ser estendida aos idosos em muitas cidades do país. São Paulo é o estado com maior número de imunizados, atingindo a marca de um milhão de pessoas nesta terça (09); Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul completam a lista dos maiores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: