Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.093,88 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,94 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    33.968,09
    +762,36 (+2,30%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,20 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,86 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    +162,75 (+1,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

São Paulo mantém queda na ocupação de leitos de UTIs, que está em 78%

·2 minuto de leitura
*FOTO DE ARQUIVO* BRAGANÇA PAULISTA, SP, 02.03.2021 - Equipe médica durante tratamento de paciente com Coronavírus na UTI do Hospital Universitário São Francisco, em Bragança Paulista (SP). (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)
*FOTO DE ARQUIVO* BRAGANÇA PAULISTA, SP, 02.03.2021 - Equipe médica durante tratamento de paciente com Coronavírus na UTI do Hospital Universitário São Francisco, em Bragança Paulista (SP). (Foto: Eduardo Anizelli/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O estado de São Paulo continua tendo queda na ocupação dos leitos de UTI e o índice de isolamento social segue estável. Na capital, houve uma leve queda no número de passageiros nos ônibus e na lentidão no trânsito.

Nesta quinta-feira (24), 77,8% dos leitos de UTI e 60,6% dos de enfermaria estão ocupados no estado -menos do que o registrado há sete dias, quando 81,4% dos leitos de UTI ocupados. O índice era ainda maior há duas semanas (82,3%).

Na região metropolitana, 73% das UTIs e 55,9% das enfermarias estão ocupadas agora, taxa que para a terapia intensiva era de 78,3% há uma semana e de 79,5% há 14 dias.

O índice de isolamento social, por outro lado, vem permanecendo estável, em torno de 40% --o mesmo valor das semanas passada e retrassada. A capital paulista segue a mesma tendência.

Esse índice é calculado através de um acordo do governo do estado com as operadoras de telefonia e o Instituto de Pesquisas Tecnológicas, que agregam informações anônimas sobre os deslocamentos nos municípios paulistas.

A cidade, no entanto, registrou leve queda no número de passageiros nos ônibus, de carros nas ruas e de lentidão do trânsito, na comparação com a semana passada, segundo dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego).

Nesta quinta-feira, a média da lentidão no trânsito foi de 72 km e o volume de veículos na cidade foi de 6,3 milhões. Na última quinta (17), o trânsito acumulava 74 km de lentidão e eram 6,4 milhões de veículos circulando.

Já de acordo com a SPTrans, cerca de 1,85 milhão de pessoas foram transportadas em 11.312 ônibus pela capital nesta quinta, enquanto há uma semana eram 1,93 milhões de passageiros.

Embora haja redução das internações, o estado vive um momento de piora nos índices de casos e mortes. Foi isso que levou o governo João Doria (PSDB) a prorrogar novamente a fase de transição do Plano São Paulo até o dia 15 de julho.

São Paulo ultrapassou a marca de 3,6 milhões de casos confirmados de Covid-19, segundo dados do governo paulista. São 124.606 mortes pela doença desde o início da pandemia.

Só nesta quinta, foram 17.951 novas infecções e 781 mortes.

O estado tem taxa de letalidade por coronavírus de 3,4% --maior que taxa a nacional, de 2,8%, e a mundial, de 2,2%.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos