Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.880,82
    +1.174,91 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.219,26
    +389,95 (+0,80%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,51
    +1,69 (+2,65%)
     
  • OURO

    1.844,00
    +20,00 (+1,10%)
     
  • BTC-USD

    48.272,61
    -2.200,72 (-4,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,33
    +39,77 (+2,93%)
     
  • S&P500

    4.173,85
    +61,35 (+1,49%)
     
  • DOW JONES

    34.382,13
    +360,68 (+1,06%)
     
  • FTSE

    7.043,61
    +80,28 (+1,15%)
     
  • HANG SENG

    28.027,57
    +308,90 (+1,11%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.398,00
    +297,75 (+2,27%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4040
    -0,0085 (-0,13%)
     

São Paulo goleia na volta do Paulista e Nestor homenageia avô, vítima da Covid

JOÃO GABRIEL
·4 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Sem jogar pelo Campeonato Paulista há quase um mês, o São Paulo entrou em campo para a volta do torneio no estado e goleou o São Caetano por 5 a 1, no estádio do Morumbi, na noite deste sábado (10). O confronto foi o primeiro de uma maratona de quatro jogos que o time tricolor terá pela frente até sexta (16). Quase todos os gols foram marcados na primeira etapa. Arboleda abriu o placar para os donos da casa, Rodrigo Nestor ampliou e Reinaldo fez o terceiro. Guilherme Castro marcou o primeiro gol dos visitantes no campeonato e Daniel Alves, em cobrança de falta, fez mais um para os mandantes. Na segunda etapa, o técnico argentino Hernán Crespo aproveitou para promover estreias no time. O primeiro foi o atacante Éder, ex-jogador da seleção italiana, que entrou no lugar de Rojas e marcou o quinto gol. O meia Benítez, vindo do Vasco, também foi a campo. O zagueiro Miranda, campeão brasileiro no clube, ficou no banco. Titular, o meio-campista Nestor, 20, marcou seu primeiro gol como profissional do São Paulo. Pouco antes de a partida começar, o clube anunciou a renovação do contrato da promessa, revelado nas categorias de base, até 31 de dezembro de 2024. Ele dedicou seu gol para o avô. "Infelizmente a gente teve a notícia que faleceu há alguns dias, vítima da Covid. Foi um momento muito difícil para minha família. Sei que do céu ele está me vendo e este nome atrás da minha camisa veio dele, Nestor", afirmou, na saída do intervalo, para o canal Premiere. "Nas últimas semanas recebi alguns xingamentos e não pude me defender, mas agora posso me defender, sempre quis ficar aqui. Aqui é minha casa", completou, sobre a renovação. O Campeonato Paulista estava suspenso no estado desde o meio de março, quando o governo de São Paulo atendeu a um pedido do Ministério Público. Desde antes do anúncio oficial, feito pelo governador João Doria (PSDB), a Federação Paulista de Futebol (FPF) e os clubes se mobilizaram de diversas formas para tentar garantir a continuidade do torneio e reverter a decisão estadual. Primeiro, tentaram, com inúmeras reuniões, fazer com que o governo voltasse atrás na decisão. Chegaram, inclusive, a ameaçar ir à Justiça por isso, pauta que causou divisão entre os clubes da Série A e não avançou. A solução foi driblar o período de suspensão em São Paulo levando jogos para outros estados. Mesmo assim, alguns governos, como de Minas Gerais e do Espírito Santo, não aceitaram receber os jogos. A federação conseguiu realizar apenas duas partidas, uma do Palmeiras e outra do Corinthians, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro. A cidade recebeu investimentos em leitos de UTI como contrapartida. Para conseguir devolver o futebol ao estado de São Paulo, a FPF teve que reformular seus protocolos sanitários e atender às demandas do Ministério Público. Entre as mudanças, está a concentração de jogadores em quartos individuais e maior frequência de testagem. Além disso, a entidade se comprometeu a promover campanhas de conscientização. Os jogadores, por exemplo, usaram máscaras durante o hino nacional no Morumbi. Outra das mensagens foi vista durante a transmissão, no Premiere. "A Federação Paulista e os clubes acreditam que o futebol é uma plataforma de conscientização da população na pandemia, hashtag torça em casa", disse o narrador Luiz Carlos Júnior após um erro de domínio do atacante Pablo que deixou a bola sair pela linha de fundo. A Rede Globo detém os direitos de transmissão do Paulista e está ajudando a divulgar a ação. Um dos principais receios dos clubes era de não receber as cotas de televisão caso o futebol ficasse suspenso por mais tempo. Com a vitória, o São Paulo foi a 10 pontos, na liderança do Grupo B após cinco jogos. O São Caetano soma um empate e quatro derrotas, na lanterna do Grupo D. Na próxima segunda-feira (12), o time tricolor receberá o Red Bull Bragantino, e na quarta (14), o Guarani. Na sexta-feira (16), visitará o Palmeiras no Allianz Parque. SÃO PAULO Tiago Volpi; Arboleda, Bruno Alves e Léo; Igor Vinícius, Rodrigo Nestor (Luan), Daniel Alves, Igor Gomes (Martín Benítez) e Reinaldo (Wellington); Joao Rojas (Eder Citadin) e Pablo (Vitor Bueno). Técnico: Hernán Crespo. SÃO CAETANO Luiz; Warian, Lucas Dias, Carlos Alexandre e Daciel; Charles, Neto (Luizinho) e Luiz Felipe (Guilherme Pira); Guilherme Castro, Felipe Carvalho (Fernando Júnior) e Diego Cardoso (William Amorim). Técnico: Wilson Júnior. FICHA TÉCNICA SÃO PAULO 5x1 SÃO CAETANO Motivo: 11ª rodada do Paulista 2021 Local: Morumbi, em São Paulo (SP) Data: 10 de abril de 2021 (de Brasília) Horário: às 20h (de Brasília) Árbitro: Vinícius Gonçalves Dias Araújo Assistentes: Assistentes: Neuza Inês Back e Bruno Silva de Jesus VAR: Vinicius Furlán Cartão amarelo: Neto, Daciel (São Caetano) Gols: Arboleda (SAO), aos 4 minutos do 1º tempo (1-0); Rodrigo Nestor (SAO), aos 20 minutos do 1º tempo (2-0); Reinaldo (SAO), aos 30 minutos do 1º tempo (3-0); Guilherme Castro (São Caetano), aos 31 minutos do 1º tempo (3-1); Daniel Alves (SAO), aos 42 minutos do 1º tempo (4-1); Eder (SAO), aos 29 minutos do 2º tempo (5-1).