Mercado abrirá em 7 h 27 min

Ryanair tem queda em número de passageiros após repique de Covid-19 na Europa

PAULA SOPRANA
·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O repique do novo coronavírus na Europa já reflete em queda no número de passageiros da Ryanair, cuja principal base é no Reino Unido. A companhia de baixo custo chegou a transportar 7 milhões de pessoas em agosto, mas, desde então, vê os números caírem. Em novembro, 2 milhões de pessoas viajaram com a empresa. Entre abril e junho, a companhia transportou menos de 1 milhão de pessoas. Em julho o número saltou para 4,4 milhões, depois em agosto atingiu o ápice desde o início da pandemia, com 7 milhões de pessoas. Nos meses seguintes, no entanto, o número voltou a cair. No acumulado do ano, a Ryanair transportou 61,4 milhões de pessoas, uma retração de 60% na comparação com os 151,5 milhões do mesmo período de 2019. No período fiscal de abril a setembro de 2020, a companhia amargou um prejuízo de 197 milhões de euros (R$ 1,26 bilhão), enquanto no mesmo período do ano passado lucrou 1,15 bilhões de euros (R$ 7,36 bilhões).