Mercado fechado
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,47
    -0,05 (-0,06%)
     
  • OURO

    1.732,90
    +2,40 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    20.338,77
    +716,86 (+3,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,91
    +15,47 (+3,47%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    7.086,46
    +177,70 (+2,57%)
     
  • HANG SENG

    17.079,51
    -143,32 (-0,83%)
     
  • NIKKEI

    26.992,21
    +776,42 (+2,96%)
     
  • NASDAQ

    11.620,25
    -20,50 (-0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1561
    -0,0118 (-0,23%)
     

Rússia revela modelo de sua própria Estação Espacial

Modelo da Ross, estação espacial da Rússia (REUTERS/Maxim Shemetov)
Modelo da Ross, estação espacial da Rússia (REUTERS/Maxim Shemetov)
  • Rússia quer diminuir colaborações com o ocidente após sanções pela invasão à Ucrânia;

  • Primeira parte do projeto deve estar pronta até 2025 ou 2026;

  • NASA afirma que ainda não recebeu um aviso oficial, e espera que Rússia permaneça na ISS até 2028.

A Corporação Estatal de Atividades Espaciais Roscosmos, agência responsável pelo programa espacial da Rússia, revelou um modelo físico de como será a estação espacial planejada para ser construída no país, dando peso às declarações de que a nação abandonará a Estação Espacial Internacional (ISS).

A Rússia busca reduzir sua dependência da Europa e dos Estados Unidos após as sanções ocidentais resultantes da invasão do país à Ucrânia. Por conta disso, o país está tentando construir novos projetos por conta própria, ou em parcerias com outros países, como o Irã e a China.

O modelo da estação espacial foi apresentado pela Roscosmos na mídia estatal russa nesta segunda-feira, durante uma exposição militar-industrial nos arredores de Moscou. Apelidado de "Ross", o projeto ainda não tem data para ser lançado em órbita, mas segundo a agência, seu desenvolvimento acontecerá em duas fases.

Yuri Borisov, chefe da Roscosmos apontado por Putin, confirmou que a Rússia irá deixar a ISS após 2024. A NASA, no entanto, disse que ainda não recebeu um aviso oficial dos russos e que espera a participação da Roscosmos no projeto internacional até 2028.

A Estação Espacial Internacional (ISS) é um projeto encabeçado pelos Estados Unidos e Rússia, e que conta com auxílio de outros países como Canadá, Japão e outros 11 países europeus. Segundo a NASA, o plano é manter a estação funcionando continuamente até 2030.

De acordo com especialistas ouvidos na mídia estatal, a primeira etapa deve acontecer entre 2025 e 2026, onde uma estação espacial de quatro módulos começaria a operar. Em seguida, na segunda, dois novos módulos e uma plataforma de serviço também entrariam em operação. Esta última, segundo os especialistas, deve acontecer entre 2030 e 2035.