Ruralistas preparam locaute contra Cristina

Antes de encerrar o ano, a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, abriu um novo conflito com os produtores rurais de seu país. A Sociedade Rural Argentina (SRA) confirmou que os pecuaristas vão fazer um locaute de 24 horas amanhã, para protestar contra decreto presidencial que expropriou o tradicional edifício de exposições La Rural, em Buenos Aires. O decreto pegou os produtores de surpresa na véspera do fim de semana.

"Vamos paralisar a comercialização em reação não só aos ataques reiterados do governo contra o campo, especialmente contra a tentativa de confisco da Sociedade Rural", explicou à reportagem o presidente da SRA, Luis Miguel Etchevehere. Segundo ele, o locaute é também contra a decisão oficial de impedir a Federação Agrária (FAA) de emitir um certificado (chamado de 1116), que facilitava a comercialização de grãos entre os associados. A FAA agrupa os médios e pequenos produtores.

O certificado em questão desburocratizava o processo de comercialização e era vendido pela FAA aos seus sócios. Esse é o segundo documento que o governo tira das mãos da FAA. O primeiro foi a chamada "carta de portabilidade", sem a qual nenhum caminhão pode circular com alimentos produzidos pelo país. Ambos os papéis, que passam a ser emitidos eletronicamente pelo governo, provocam perdas de fluxo de recursos para a instituição e complicam seu financiamento. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Carregando...