Mercado abrirá em 6 h 9 min
  • BOVESPA

    109.951,49
    +2.121,77 (+1,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    53.125,01
    -210,50 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,54
    +0,07 (+0,09%)
     
  • OURO

    1.891,40
    +0,70 (+0,04%)
     
  • BTC-USD

    22.627,01
    -589,88 (-2,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    521,36
    -15,53 (-2,89%)
     
  • S&P500

    4.117,86
    -46,14 (-1,11%)
     
  • DOW JONES

    33.949,01
    -207,68 (-0,61%)
     
  • FTSE

    7.885,17
    +20,46 (+0,26%)
     
  • HANG SENG

    21.504,40
    +220,88 (+1,04%)
     
  • NIKKEI

    27.575,87
    -30,59 (-0,11%)
     
  • NASDAQ

    12.591,25
    +46,00 (+0,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5759
    +0,0085 (+0,15%)
     

Rui Costa diz que mudança na Lei das Estatais não é pauta do governo neste momento

BRASÍLIA, DF, 02.01.2023 - RUI-COSTA: Rui Costa toma posse como ministro da Casa Civil, em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta segunda-feira. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)
BRASÍLIA, DF, 02.01.2023 - RUI-COSTA: Rui Costa toma posse como ministro da Casa Civil, em cerimônia realizada no Palácio do Planalto, em Brasília, nesta segunda-feira. (Foto: Gabriela Biló/Folhapress)

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - O ministro da Casa Civil, Rui Costa (PT), afirmou nesta segunda-feira (2) que a mudança na Lei das Estatais não é pauta do governo neste momento.

O ministro citou a aprovação do tema na Câmara e a discussão no Senado, mas disse que o projeto não é prioridade para o Executivo nesse início de gestão.

A proposta flexibiliza regras que restringem a nomeação de políticos para cargos nos conselhos e na diretoria dessas empresas públicas e é uma demanda antiga do Legislativo.

O projeto poderia, em tese, facilitar as nomeações de Aloizio Mercadante para chefia do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Petistas afirmam, entretanto, que eles podem assumir a direção das estatais mesmo que a lei não seja alterada.

A mudança na lei ganhou força no fim de 2022 e uniu aliados do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e também presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A Lei de Responsabilidade das Estatais (13.303/2016) foi sancionada pelo presidente Michel Temer (MDB), como resposta a uma série de investigações que apontaram uso político das empresas em administrações anteriores. O objetivo era fortalecer a governança das estatais e blindá-las contra ingerência política.

A situação de Mercadante é alvo de controvérsia. Em nota, a assessoria do petista afirma que sua indicação não fere a legislação, porque ele não teria sido "participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a organização, estruturação e realização de campanha eleitoral".

Segundo nota divulgada pela equipe de Mercadante, ele "não exerceu qualquer função remunerada na campanha" de Lula, nem esteve "vinculado a qualquer atividade de organização, estruturação ou realização da campanha";

Especialistas, no entanto, discordam. Sylvio Coelho, que coordenou a elaboração da Lei de Responsabilidade das Estatais no Senado em 2016, diz que há sim afronta à lei.

Segundo ele, o artigo 17 da lei diz que "é vedada a indicação, para o Conselho de Administração e para a diretoria de pessoa que atuou, nos últimos 36 (trinta e seis) meses, como participante de estrutura decisória de partido político ou em trabalho vinculado a organização, estruturação e realização de campanha eleitoral [§ 2°, inciso II da lei]".