Mercado abrirá em 5 h 54 min
  • BOVESPA

    120.705,91
    +995,88 (+0,83%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.829,31
    +80,90 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,69
    -0,13 (-0,20%)
     
  • OURO

    1.835,00
    +11,00 (+0,60%)
     
  • BTC-USD

    49.402,70
    -1.850,96 (-3,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,75
    -22,16 (-1,60%)
     
  • S&P500

    4.112,50
    +49,46 (+1,22%)
     
  • DOW JONES

    34.021,45
    +433,79 (+1,29%)
     
  • FTSE

    6.963,33
    0,00 (0,00%)
     
  • HANG SENG

    28.036,18
    +317,51 (+1,15%)
     
  • NIKKEI

    28.084,47
    +636,46 (+2,32%)
     
  • NASDAQ

    13.211,25
    +111,00 (+0,85%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4254
    +0,0129 (+0,20%)
     

Rover Perseverance é fotografado pelo helicóptero Ingenuity; veja a foto

Danielle Cassita
·3 minuto de leitura

Após realizar dois voos com sucesso, a equipe do helicóptero Ingenuity decidiu arriscar um pouco mais no voo mais recente da aeronave, realizado no último domingo (25). Durante o procedimento, o pequeno helicóptero tentou decolar mais rapidamente e voar por um percurso mais longo. Além de ter alcançado os objetivos, o voo rendeu alguns registros — tanto que um deles, publicado pela NASA nesta terça-feira (27), flagrou o rover Perseverance.

O Ingenuity saiu da zona de decolagem chamada de “Wright Brothers Field” por volta das 5h30 no horário de Brasília, e conseguiu alcançar a altitude de cinco metros. Durante o voo, o helicóptero atingiu a velocidade máxima de 2 m/s e conseguiu ficar a uma distância de aproximadamente 85 m do rover, que se manteve na região o tempo todo. Uma das fotos do momento mostram o rover distante, no canto superior esquerdo — a última vez que um rover foi fotografado a distância Marte foi em 1997, quando o lander Pathfinder registrou o rover Sojourner. Contudo, ambos estavam no solo.

Confira o registro feito durante o terceiro voo do Ingenuity:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A missão Mars 2020 foi lançada em julho do ano passado e, assim, o Ingenuity viajou até Marte preso à parte inferior rover Perseverance. Depois que o veículo pousou na cratera Jezero e encontrou uma boa localização para utilizar como "heliporto", o pequeno helicóptero foi liberado da estrutura do rover para aproveitar uma janela de 30 dias marcianos — ou seja, 31 dias terrestres — para realizar uma série de voos de testes.

Após alguns contratempos que resultaram em adiamentos, o primeiro voo do Ingenuity foi realizado em 19 de abril. Durante o voo, o helicóptero decolou e alcançou a altitude de cerca de 3 metros acima do solo. O helicóptero ficou no ar por aproximadamente 30 segundos, até que deu uma volta e pousou com sucesso e, enquanto isso, o Perseverance acompanhou o procedimento tanto para retransmitir os dados quanto para registrar o voo com suas câmeras.

Com os bons resultados obtidos, a equipe do Ingenuity decidiu realizar uma nova tentativa. Então, em 22 de abril, o Ingenuity subiu novamente pela atmosfera marciana e, desta vez, se aventurou até alcançar a altitude de 5 metros. Além disso, o helicóptero também realizou algumas manobras de deslocamento em diferentes direções — e, claro, tudo foi registrado com as câmeras da aeronave, incluindo a primeira imagem já feita da superfície marciana por um veículo aéreo enquanto pairava no ar.

Detalhe do rover Perseverance na imagem (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Detalhe do rover Perseverance na imagem (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

O voo mais recente rendeu dados importantes para a equipe, que serão analisados para o planejamento dos próximos voos e até para o envio de outras aeronaves para o planeta. A equipe do Ingenuity espera aproveitar o restante da janela, que se encerra em maio, para realizar mais dois testes. Então, depois que a aeronave finalizar sua demonstração de tecnologia, o Perseverance irá continuar sua missão científica na cratera Jezero, para buscar bioassinaturas e coletar amostras de rochas.

Para a equipe verificar e testar os limites do Ingenuity, é possível que os dois últimos voos sejam ainda mais complexos e ambiciosos do que vimos no último domingo — MiMi Aung, gerente de projeto do helicóptero, comentou que gostaria de vê-lo alcançando 600 m de altitude em seu quinto e último voo, se possível. Assim, mesmo sem instrumentos científicos, o Ingenuity está construindo o caminho para ampliar as possibilidades de futuras missões por lá.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: