Mercado fechará em 4 h 40 min
  • BOVESPA

    101.217,06
    +294,17 (+0,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.330,69
    +405,08 (+0,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,45
    +0,81 (+1,20%)
     
  • OURO

    1.955,30
    -27,50 (-1,39%)
     
  • Bitcoin USD

    28.004,32
    +35,32 (+0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    612,99
    +7,94 (+1,31%)
     
  • S&P500

    3.987,19
    +35,62 (+0,90%)
     
  • DOW JONES

    32.490,38
    +245,80 (+0,76%)
     
  • FTSE

    7.529,28
    +125,43 (+1,69%)
     
  • HANG SENG

    19.258,76
    +258,05 (+1,36%)
     
  • NIKKEI

    26.945,67
    -388,12 (-1,42%)
     
  • NASDAQ

    12.748,50
    +60,00 (+0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6459
    +0,0235 (+0,42%)
     

Rover Curiosity encontra meteorito raro em Marte

Enquanto explora a cratera Gale, em Marte, o rover Curiosity encontrou mais um meteorito de ferro. Segundo informações da NASA, a rocha espacial identificada pelo robô mede cerca de 30 centímetros, é formada principalmente por níquel e ferro e até ganhou um apelido próprio.

“Vamos chamá-la de ‘Cacau’”, escreveu a equipe do Curiosity em uma publicação no Twitter. Eles incluíram também uma foto, que mostra como o meteorito chama a atenção em meio aos objetos por perto: enquanto a superfície marciana é avermelhada, a rocha tem tons escuros e cantos arredondados, o que indica sua passagem pela atmosfera.

Um detalhe interessante da imagem são as marcas alongadas no meteorito, que indicam o uso do laser do Curiosity. A foto é um mosaico formado por seis fotos individuais tiradas pelo instrumento MastCam em 27 de janeiro, o 3.724º dia (ou sol) da missão. As cores foram corrigidas para representar as condições de iluminação que nossos olhos veriam.

Os meteoritos de ferro e níquel representam o tipo mais raro de rocha espacial, e compõem apenas 6% das quedas de meteoritos observadas. A maioria deles vem de planetesimais do início da formação do Sistema Solar, que poderiam formar núcleos de ferro e níquel de alta densidade. Grande parte deles sofreu colisões e acabou rompida — e, talvez, algo parecido tenha acontecido com Cacau.

Detalhe do meteorito encontrado pelo Curiosity (Imagem: ReproduçãoNASA/JPL-Caltech/MSSS)
Detalhe do meteorito encontrado pelo Curiosity (Imagem: ReproduçãoNASA/JPL-Caltech/MSSS)

Esta não foi a primeira vez que o Curiosity encontrou meteoritos metálicos em Marte. O robô já percorreu quase 30 km no Planeta Vermelho, e ao longo de sua jornada, encontrou o meteorito apelidado de “Egg Rock”, em 2016; ele era metálico e, como o nome sugere, tinha o tamanho de uma bola de golfe.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: