Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.628,20
    +1.128,36 (+2,38%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Rover Curiosity encontra estranha rocha "torcida" em Marte

·2 minuto de leitura

O rover Curiosity chegou à cratera Gale, em Marte, em 2012. Enquanto explora a região, que é o resultado de um grande impacto ocorrido no passado, o veículo encontrou uma formação de estrutura bastante curiosa. Um dos instrumentos que equipa o Curiosity registrou uma pequena rocha que parece estar “torcida”, formando algo parecido com um arco.

O registro foi feito enquanto o Curiosity escalava uma região cujos dados orbitais mostraram haver uma transição na composição das camadas da montanha chamada Mount Sharp, formação geológica com algumas partes contendo argila e, outras, enxofre, que conferem diferentes texturas. Nisso, algumas das imagens mais interessantes feitas pelo rover resultaram na que você vê abaixo, da rocha em "arco":

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

A imagem que você viu acima é, na verdade, uma composição feita por Kevin Gill, engenheiro de software e especialista em edição de imagens, que reuniu os diferentes registros originais do instrumento ChemCam RMI e, assim, chegou a este resultado. Segundo Abigail Fraeman, cientista planetária do Laboratório de Propulsão a Jato, o campo de visão do instrumento mede apenas 16,5 cm. Por isso, a formação deve ser bastante pequena.

Não há informações sobre a composição da rocha, mas, mesmo assim, ela parece estar resistindo à ação do vento e de outros agentes erosivos presentes em Marte. Agora, o rover Curiosity irá continuar suas explorações — com um foco especial em Champeaux, uma rocha nodular. Além disso, a equipe espera também usar os instrumentos MastCam e ChemCam para produzir mosaicos de algumas regiões interessantes por perto, para depois seguir viagem até Mount Sharp. Quem sabe quais serão as próximas formações curiosas que o Curiosity irá encontrar no caminho?

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos