Rosneft deve pagar US$ 1,1 bilhão a Venezuela

A petrolífera russa Rosneft pagará US$ 1,1 bilhão a Venezuela para participar de uma joint venture de extração de petróleo no sudeste do país, afirmou o ministro da Energia, Rafael Ramirez, na quarta-feira.

O pagamento será feito em cima de um acordo anterior equivalente a US$ 1,5 bilhão em financiamento fornecido pela empresa russa para o projeto, disse Ramirez.

O acordo foi assinado entre a Rosneft, líder em produção de petróleo na Rússia, e a Petróleos de Venezuela SA, a estatal venezuelana de petróleo e gás natural.

O projeto busca desenvolver campos de petróleo na região de Orinoco, uma área de vastas reservas de petróleo em potencial que o ministro disse que poderia totalizar cerca de 22 bilhões de barris.

Grande parte do custo de extração do petróleo vai ficar para a Rosneft, que deve ganhar 40% dos rendimentos, um retorno considerável sobre seu investimento, dado o valor estimado de petróleo não extraído de mais de US$ 14 bilhões.

Rosneft é uma das várias empresas russas ativas na Venezuela, uma vez que o país procura a ajuda de investidores estrangeiros para desenvolver sua indústria de extração de petróleo.

A Venezuela é o maior exportador de petróleo da América do Sul e tem as maiores reservas mundiais comprovadas do mundo. Caracas disse que produz cerca de três milhões de barris de petróleo por dia, segundo dados oficiais, embora a OPEP a coloque o número próximo a 2,3 milhões. As informações são da Dow Jones.

Carregando...