Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.785,50
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.957,77
    -161,60 (-0,29%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3485
    +0,1103 (+1,77%)
     

Rogue Squadron │ Novo Star Wars com diretora de Mulher-Maravilha é adiado

·2 min de leitura

Rogue Squadron, o filme da saga Star Wars que seria dirigido por Patty Jenkins (Mulher-Maravilha), foi adiado por tempo indeterminado. Assim, o longa que contaria a história dos pilotos do famoso esquadrão da Aliança Rebelde vai demorar um pouco mais para decolar, até porque a Disney já o tirou de seu cronograma de lançamento.

De acordo com o The Hollywood Reporter, fontes ligadas à produção e à própria Jenkins afirmam que o adiamento do projeto se deu por causa de um problema de agenda envolvendo a diretora. A previsão inicial era que Rogue Squadron chegasse aos cinemas em 2023, com as filmagens tendo início já no ano que vem. Contudo, os tais conflitos alegados parecem ter estragado os planos da Lucasfilms e da Disney.

Uma das principais hipóteses é que antecipação de Mulher-Maravilha 3 pode ter atrapalhado o novo Star Wars (Reprodução/Warner Bros)
Uma das principais hipóteses é que antecipação de Mulher-Maravilha 3 pode ter atrapalhado o novo Star Wars (Reprodução/Warner Bros)

Não há detalhes mais específicos sobre esses compromissos de Jenkins que afetaram as gravações do longa — ainda mais levando em conta que ela passou o último ano trabalhando no projeto junto com o roteirista Matthew Robinson. O que se sabe até agora é que, além de Rogue Squadron, a cineasta está trabalhando em Mulher-Maravilha 3 para a Warner e em Cleópatra para a Paramount.

No caso do terceiro filme da amazona de DC, a expectativa é que a produção só começasse depois que Jenkins terminasse seu trabalho com Star Wars — ou seja, somente em meados de 2023. Contudo, a atriz Gal Gadot já disse que o roteiro do novo Mulher-Maravilha já está em produção, o que pode indicar que a Warner decidiu antecipar o longa e esse pode ser o tal compromisso que acabou se chocando com Rogue Squadron.

O mais importante disso tudo era que o longa estava sendo muito aguardado por ser o primeiro filme de Star Wars desde a estreia de A Ascensão Skywalker, em 2019. Na época do anúncio, em 2020, a própria Patty Jenkins afirmou estar muito ansiosa com o projeto e que iria usar as experiências de seu pai como piloto de guerra para fazer o que ela chamou de maior filme de naves de todos os tempos.

Com o adiamento, um grande ponto de interrogação foi posto sobre Rogue Squadron. A Disney já tinha reservado a janela de lançamento de dezembro de 2023 para ele — uma data considerada nobre, como aconteceu com todos os Star Wars recentes — e agora não sabemos o que vai acontecer.

Até o momento, não há nenhum outro grande filme da saga anunciado de forma efetiva, apenas a confirmação de que o diretor Taika Waititi e o presidente do Marvel Studios, Kevin Feige, estão trabalhando em dois projetos ainda misteriosos. Assim, pode ser que algum desses longas seja antecipado ou mesmo que alguma outra aposta da Lucasfilms — como Indiana Jones 5 — venha para ocupar esse lugar.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos