Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.683,55
    -126,65 (-0,28%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,24
    -0,03 (-0,06%)
     
  • OURO

    1.855,10
    -1,10 (-0,06%)
     
  • BTC-USD

    32.653,45
    +175,47 (+0,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    667,31
    +57,32 (+9,40%)
     
  • S&P500

    3.841,47
    -11,60 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    30.996,98
    -179,02 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.695,07
    -20,35 (-0,30%)
     
  • HANG SENG

    29.447,85
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.757,96
    +126,51 (+0,44%)
     
  • NASDAQ

    13.441,75
    +80,25 (+0,60%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6547
    +0,0027 (+0,04%)
     

Rodrigo Caetano tem apoio de peso dentro do São Paulo

Jorge Nicola
·1 minuto de leitura
Rodrigo Caetano vai deixar o Inter no dia 31 (Ricardo Duarte/Inter)
Rodrigo Caetano vai deixar o Inter no dia 31 (Ricardo Duarte/Inter)

Muitos torcedores do São Paulo têm protestado contra a opção de fazer de Rodrigo Caetano o novo diretor-executivo de futebol do clube. Mas não é apenas o presidente Julio Casares que gosta do nome. Muricy Ramalho, que atuará como coordenador de futebol, também bancou o executivo que está de saída do Internacional.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Esportes no Google News

E o apoio de Muricy é dos mais pesados, porque ele já se tornou o homem de confiança do próximo presidente tricolor. Muricy e Caetano trabalharam juntos no Flamengo, em 2016 - Caetano, inclusive, foi o último executivo a contratar Muricy como técnico.

Por causa de problemas de saúde, Muricy precisou abandonar o emprego. Mas a relação entre eles sempre foi ótima. E o ex-treinador também ficou bem impressionado com o método de trabalho de Caetano nos meses de convivência no Rio de Janeiro.

Depois do Flamengo, Rodrigo Caetano foi para o Internacional, onde se despede no próximo dia 31 - seu contrato termina e não há interesse das duas partes na renovação.

Recentemente, o executivo teve convite de dois clubes, um deles o Vasco. Mas já existe um acordo verbal com Casares para que Caetano assuma o Tricolor a partir de janeiro, quando começa o mandato do novo presidente. O executivo deve fazer parte do clube já a partir da transição com Raí, que deixará o Morumbi no fim de fevereiro.

Siga o Yahoo Esportes no Instagram, Facebook e Twitter

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos