Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.941,68
    +51,80 (+0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.463,55
    +320,55 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    115,07
    +0,98 (+0,86%)
     
  • OURO

    1.857,30
    +3,40 (+0,18%)
     
  • BTC-USD

    28.997,58
    +198,52 (+0,69%)
     
  • CMC Crypto 200

    625,79
    -3,71 (-0,59%)
     
  • S&P500

    4.158,24
    +100,40 (+2,47%)
     
  • DOW JONES

    33.212,96
    +575,77 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.585,46
    +20,54 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    20.697,36
    +581,16 (+2,89%)
     
  • NIKKEI

    26.781,68
    +176,84 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.717,50
    +438,25 (+3,57%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,0751
    -0,0429 (-0,84%)
     

Rocket 4.0: Astra revela detalhes do seu mais novo foguete

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A startup Astra revelou alguns detalhes sobre seu próximo foguete, chamado Rocket 4.0, durante seu evento “Spacetech Day”, realizado na Califórnia nesta quinta-feira (12). O novo lançador fará parte do que a empresa chama da Launch System 2.0, pensado para enviar mais cargas úteis ao espaço e decolar com maior frequência.

O Rocket 4.0 conseguirá lançar até 300 kg de cargas úteis à órbita terrestre baixa (LEO) e 200 kg na órbita síncrona com o Sol (SSO) com um custo a partir de US$ 3,95 milhões — preço base estabelecido pela Startup. O Rocket 3.3, seu atual foguete, tem uma pequena fração dessa capacidade e já lançou alguns pequenos satélites.

O executivo-chefe da startup, Chris Kemp, disse durante o evento que o principal objetivo é “atender a maior parte do mercado para clientes de megaconstelações”. A grande diferença do novo foguete é o desempenho de seu primeiro estágio, que será superior ao do anterior.

Enquanto o Rocket 3.3 depende de cinco motores Delphin, produzidos pela Astra, para alcançar um empuxo de 15 toneladas, o Rocket 4.0 utilizará dois motores maiores para produzir um empuxo estimado em 31 toneladas — ou seja, o dobro da capacidade do lançador anterior.

Ainda assim, a Astra não forneceu detalhes sobre os motores do novo foguete, apenas disse que eles usam uma turbobomba — diferente das bombas movidas a bateria como nos motores Delphin — e são movidos a oxigênio líquido e querosene. Até agora, a startup só divulgou alguns vídeos de teste, mas sem mencionar datas.

O foguete Rocket 4.0 tem pouco mais de 19 metros de altura e 1,8 metros de diâmtero (Imagem: Reprodução/Astra)
O foguete Rocket 4.0 tem pouco mais de 19 metros de altura e 1,8 metros de diâmtero (Imagem: Reprodução/Astra)

Sem revelar mais informações sobre o novo motor, não há como saber se a própria Astra os desenvolveu ou se ela se valeu da tecnologia de alguma outra empresa. No ano passado, a startup pretendia licenciar o motor Reaver da Firefly Aerospace, que tem uma capacidade similar ao motor apresentado no evento.

A Astra também garantiu que o novo lançador será um sistema móvel. “O foguete será transportável em contêineres”, exemplificou Kemp. Outra mudança foi a redução da equipe necessária para o controle de missão: de 21 pessoas para apenas 8. E este número ainda pode diminuir, pois “a ideia é um piloto e um copiloto”.

O objetivo é que o novo sistema seja utilizado semanalmente. A Astra também não divulgou o gasto total para a produção do Rocket 4.0 ou uma agenda detalhada com os próximos passos, mas disse estar planejando o primeiro lançamento para o quarto trimestre de 2022.

A startup não pretende tornar seus foguetes reutilizáveis, como tem feito a Rocket Lab. “Reutilizar foguetes é difícil”, disse Adam London, diretor de tecnologia da Astra, destacando os gastos relacionados à manutenção da nave entre os voos. Além disso, seriam necessárias de 20 a 50 reutilizações para alcançar alguma vantagem econômica em relação aos seus atuais lançadores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos