Mercado fechado
  • BOVESPA

    109.114,16
    -2.601,84 (-2,33%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.808,56
    -587,38 (-1,29%)
     
  • PETROLEO CRU

    76,34
    -2,40 (-3,05%)
     
  • OURO

    1.629,30
    -26,30 (-1,59%)
     
  • BTC-USD

    19.103,35
    +175,01 (+0,92%)
     
  • CMC Crypto 200

    438,96
    +5,86 (+1,35%)
     
  • S&P500

    3.655,04
    -38,19 (-1,03%)
     
  • DOW JONES

    29.260,81
    -329,60 (-1,11%)
     
  • FTSE

    7.020,95
    +2,35 (+0,03%)
     
  • HANG SENG

    17.855,14
    -78,13 (-0,44%)
     
  • NIKKEI

    26.431,55
    -722,28 (-2,66%)
     
  • NASDAQ

    11.315,50
    -61,25 (-0,54%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1790
    +0,0814 (+1,60%)
     

Rock in Rio | Cidade do Rock ganha miniusina de energia solar permanente

Uma miniusina eleétrica de energia solar foi montada na Cidade do Rock e vai ficar como legado perene para o Parque Olímpico – local em que ocorre o Rock in Rio. A ação faz parte de uma iniciativa de sustentabilidade da Heineken (marca de cerveja que patrocina o evento) em busca de reduzir impactos.

A instalação é formada por 206 placas fotovoltaicas que atualmente abastecem as ativações da cervejaria. A boa notícia é que, após o término do festival, a miniusina vai ficar como um legado perene.

A iniciativa faz parte do projeto Green Your City, voltado ao abastecimento usando energia verde e fica dentro do pilar de sustentabilidade da marca.

Toda a tecnologia foi desenvolvida pela empresa brasileira My Own Energy (M.O.E). Os painéis solares usados no projeto têm capacidade de produzir 111 kWp – kilowatts peak, em inglês (quilowatt-pico, em português). De acordo com a empresa, isso é suficiente para garantir o funcionamento de três das ativações da marca, ao longo dos sete dias de festival: o bar próximo ao Palco Mundo, as Beer Stations e toda a estrutura da Tirolesa.

Para ajudar a ter uma dimensão da capacidade, a Heineken afirma que a energia produzida pela miniusina é suficiente para abastecer até 73 casas populares. Com tempo de duração das placas chegando até 25 anos, a expectativa é de que a utilização da estrutura reduza a emissão de cerca de 300 toneladas de CO2 no período.

Onde estão as placas solares?

As placas de energia solar estão distribuídas em dois pontos dentro do Parque Olímpico: o primeiro deles é fixo e fica no telhado de uma das arenas; já o segundo é uma instalação móvel, localizada no chão do Velódromo. Após o término do festival, as placas móveis serão realocadas e reunidas com o material dos telhados, formando a miniusina.

Placas solares fixas no telhado de uma das arenas do Rock in Rio
Placas solares fixas no telhado de uma das arenas do Rock in Rio / Divulgação: Heineken

A estrutura depois de pronta será usada para complementar a demanda de energia elétrica no local, que recebe outros eventos. Entre os planos da cervejeira, estão abastecer 50% dos pontos de venda em 19 capitais com energia renovável até 2030.

Placas solares móveis no Velódromo para o Rock in Rio
Placas solares móveis no Velódromo para o Rock in Rio / Divulgação: Heineken

De acordo com a companhia, foram três semanas de trabalho entre montagem e testes para que todas as placas fossem integradas à central de energia do parque.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: