Mercado abrirá em 6 h 11 min
  • BOVESPA

    108.976,70
    -2.854,30 (-2,55%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.668,64
    -310,36 (-0,60%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,98
    -2,30 (-3,02%)
     
  • OURO

    1.749,50
    -4,50 (-0,26%)
     
  • BTC-USD

    16.182,62
    -377,25 (-2,28%)
     
  • CMC Crypto 200

    379,31
    -3,34 (-0,87%)
     
  • S&P500

    4.026,12
    -1,14 (-0,03%)
     
  • DOW JONES

    34.347,03
    +152,93 (+0,45%)
     
  • FTSE

    7.486,67
    +20,07 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    17.150,56
    -423,02 (-2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.121,18
    -161,85 (-0,57%)
     
  • NASDAQ

    11.670,50
    -112,25 (-0,95%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6044
    -0,0200 (-0,36%)
     

Robô que salta como astronautas vai explorar terrenos da Lua

Robô que salta como astronautas foi desenvolvido para explorar terrenos da Lua. Foto: Reprodução / RSL Robotics Labs.
Robô que salta como astronautas foi desenvolvido para explorar terrenos da Lua. Foto: Reprodução / RSL Robotics Labs.
  • Robô vai explorar terrenos de difícil acesso na Lua;

  • Leap se move com diferentes marchas e escala encostas íngremes.

  • Robô consegue cavar canais no solo, virar pedregulhos, coletar amostras e implantar instrumentos científicos.

Novo robô desenvolvido para substituir os tradicionais veículos exploradores da NASA irá percorrer terrenos de difíceis acessos da Lua e será capaz de saltar como astronautas. Chamado de Leap, a inovação foi apresentada nesta semana (21) durante o Europlanet Science Congress, encontro europeu sobre exploração planetária.

A máquina, desenvolvida por cientistas do Instituto de Pesquisa do Sistema Solar, na Alemanha, foi inspirada em um robô de quatro pernas chamado ANYmal, do Instituto de Tecnologia de Zurich (ETH).

Patrick Bambach, um dos responsáveis pela criação, afirmou que a máquina foi pensada para conseguir vencer a dificuldade de explorar uma “região da Lua que é particularmente rica em características geológicas, mas altamente difícil de acessar”: o Planalto de Aristarco.

“Rovers tradicionais permitiram grandes grandes descobertas na Lua e em Marte, mas têm limitações. Explorar terrenos com solo solto, pedregulhos grandes ou declives acima de 15 graus é particularmente desafiador com rodas. Por exemplo, o rover de Marte, Spirit, teve sua missão encerrada quando ficou preso na areia”, explicou Bambach.

Durante os testes, Leap se moveu com diferentes marchas e escalou encostas íngremes. O robô também conseguiu se recuperar de uma queda, e percorreu grandes distâncias em pouco tempo.

Por meio de inteligência artificial, a máquina aprendeu a saltar ao interpretar que movimentos do tipo gastam menos energia.

Quanto à análise de terrenos, Leap cava canais no solo, vira pedregulhos, coleta amostras e implanta instrumentos tecnológicos em superfícies.