Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.792,30
    -2,70 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    37.599,87
    +824,36 (+2,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Robô chinês aprende a ler mentes humanas com 96% de precisão

·1 min de leitura
Robô chinês explora ondas cerebrais dos humanos e coleta sinais elétricos
Robô chinês explora ondas cerebrais dos humanos e coleta sinais elétricos

(Getty Images)

  • Robô criado na China é capaz de ler mentes humanas

  • Precisão do trabalho foi avaliada em 96%

  • Máquina conseguiu adivinhar o que os trabalhadores de uma fábrica precisavam por ondas cerebrais

Um robô criado na China se mostrou capaz de ler as mentes de seus colegas humanos ao trabalhar em uma fábrica. A habilidade – que, provavelmente, você já imaginou como seria ter – obteve 96% de precisão, segundo um relatório do South China Morning Post (SCMP).

Leia também:

Construído por uma equipe de tecnologia da China Three Gorges University, o robô colaborativo (ou “cobot”), explora as ondas cerebrais dos humanos e coleta sinais elétricos capazes de ajudá-lo a identificar o que eles precisam.

Graças a isso e após “centenas de horas de treinamento”, a máquina inteligente conseguiu captar as intenções dos trabalhadores e levar até eles objetos necessários na linha de montagem, além de entregar peças e ferramentas sem ser informado.

No entanto, apesar de seu trabalho ser avaliado com 96% de sucesso, o robô nem sempre conseguia entender os comandos, já que seres humanos são naturalmente distraídos. Muitas vezes, os trabalhadores precisavam se concentrar bastante para que a máquina entendesse o que eles queriam, fato que fez com que ela seguisse apenas 70% dos comandos mentais, segundo o SCMP.

Ainda assim, Yuanfa Dong, o principal cientista do experimento, escreveu na revista China Mechanical Engineering que a tecnologia poderia acelerar significativamente o processo de produção. Para saber a escalabilidade da tecnologia, mais testes e experiências em fábricas são necessários.

Com informações do DesignTaxi

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos