Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.865,90
    -50,40 (-2,63%)
     
  • BTC-USD

    23.326,78
    -63,95 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

Rita Serrano é nomeada presidente da Caixa

BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - Maria Rita Serrano foi nomeada oficialmente como nova presidente da Caixa Econômica Federal. A confirmação veio em edição extra do DOU (Diário Oficial da União) nesta segunda-feira (9), que trouxe, ainda, a exoneração de Daniella Marques do cargo.

A escolha por Serrano foi divulgada no dia 30 de dezembro de 2022 pelo ministro da Fazenda, Fernando Haddad (PT), em nome do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A nova presidente é funcionária da Caixa há 33 anos e ocupou diversos cargos na instituição. Atua como representante dos funcionários no conselho administrativo, para o qual foi eleita pela primeira vez em 2017.

No último pleito para o conselho, em 2022, Serrano foi reeleita em primeiro turno para o terceiro mandato, com 91% dos votos válidos, concorrendo com mais de 30 candidatos.

Natural de Santo André (SP), ela é graduada em estudos sociais e história, com mestrado em administração pela Universidade de São Caetano do Sul.

Após sua indicação, em dezembro, a escolhida para comandar a Caixa disse, em nota, que a nova gestão terá como desafios reorganizar o banco para a execução de programas sociais, como o Bolsa Família e o Minha Casa, Minha Vida.

Serrano falou ainda na humanização das relações de trabalho e na realização de parcerias com estados e municípios para o desenvolvimento de projetos de infraestrutura. "É preciso promover a inclusão bancária da população e avançar em tecnologia para oferecer melhores serviços para atendimento aos clientes", complementou.