Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.473,70
    -2.310,75 (-5,16%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Risco de transmissão de COVID-19 em banheiro público é muito baixo, diz estudo

·2 minuto de leitura

Os índices de transmissão da COVID-19 continuam um problema no mundo inteiro, mesmo em países com campanha de vacinação já avançada. No entanto, um novo estudo revela que, pelo menos, é possível usar banheiros públicos sem se preocupar tanto com o vírus.

De acordo com a pesquisa, publicada no periódico Science of Total Environment, não foram encontradas evidências de transmissão por aerossóis em banheiros públicos.

Uma das preocupações dos pesquisadores era a aerossolização produzida ao dar descarga, que poderiam ser um canal para que o vírus se espalhasse pelo ar e contaminasse mais pessoas. No entanto, o estudo concluiu que esse risco era muito pequeno.

“Se você minimizar o seu tempo no banheiro, lavar e secar suas mãos de forma apropriada e não usar o celular, comer ou beber, o uso do banheiro público deve ser rápido”, afirma Sotiris Vardoulakis, líder do estudo e professor da Universidade Nacional Australiana.

Apesar de o risco de transmissão ser baixo, medidas básicas de higiene ainda são fundamentais (Imagem: Mblach/Envato Elements)
Apesar de o risco de transmissão ser baixo, medidas básicas de higiene ainda são fundamentais (Imagem: Mblach/Envato Elements)

Desde o início da pandemia, sabe-se das implicações intestinais da COVID-19, e que o vírus pode ser detectado nas fezes, o que as torna um vetor de transmissão em potencial. No entanto, os aerossóis produzidos pela descarga vêm da própria pessoa, e não de outra — a menos que você tenha encontrado um vaso sanitário sujo e resolvido dar descarga antes de usar. Exceto nesses casos, em que o ideal é fechar a tampa do vaso, a transmissão por aerossóis da descarga é pouco provável.

O estudo faz uma distinção, no entanto, entre contaminação e transmissão. Apesar de o risco de transmissão ser baixo, superfícies podem ser contaminadas por vírus e bactérias, e requerem higienização correta.

Mesmo assim, o estudo faz várias recomendações para reduzir as chances de contaminação e transmissão em banheiros públicos. Entre elas estão portas automáticas, botões de descarga sem toque e, como já mencionado, fechar a tampa do vaso antes de descarregá-lo.

O artigo está disponível para consulta neste link.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos