Mercado fechará em 2 h 6 min
  • BOVESPA

    119.658,23
    +93,79 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.880,64
    +480,84 (+0,99%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,00
    -0,63 (-0,96%)
     
  • OURO

    1.815,50
    +31,20 (+1,75%)
     
  • BTC-USD

    57.009,95
    -392,39 (-0,68%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.487,34
    +15,93 (+1,08%)
     
  • S&P500

    4.174,19
    +6,60 (+0,16%)
     
  • DOW JONES

    34.380,09
    +149,75 (+0,44%)
     
  • FTSE

    7.076,17
    +36,87 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.637,46
    +219,46 (+0,77%)
     
  • NIKKEI

    29.331,37
    +518,77 (+1,80%)
     
  • NASDAQ

    13.517,25
    +26,25 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3749
    -0,0520 (-0,81%)
     

Ripple veio ao Brasil às pressas por ‘demanda urgente’ para serviço de XRP

Paulo Alves
·2 minuto de leitura

A Ripple identificou uma “demanda urgente” por serviços remessas internacionais no Brasil e teve que liderar uma força-tarefa para chegar ao mercado brasileiro às pressas, segundo o site XRP Arcade.

Ainda em 2019, a empresa sediada no Vale do Silício, nos Estados Unidos, teria descoberto que havia forte demanda de mercado para envio de dinheiro para o Brasil, e teria iniciado um processo acelerado de credenciamento de parceiros para integrar sua rede de Liquidez Sob Demanda (On Demand Liquidity – ODL).

Liquidez sob demanda

O serviço ODL é uma plataforma da Ripple que permite realizar remessas internacionais sem precisar passar pelo processo convencional de câmbio. No lugar, o sistema envolve o uso do token XRP, conhecido pela rede rápida e de baixo custo, como intermediário.

Em uma ponta, o remetente compra XRP, que é enviado para o destino final e convertido de volta para moeda fiduciária. Há dois anos, a Ripple viu que muitos queriam fazer isso para trazer dinheiro ao Brasil.

A empresa disse à Reuters em 2019 que as oportunidades nesse setor iriam “crescer bastante nos próximos anos“. No entanto, na época não detalhou a urgência da operação.

A companhia já tinha acordos com o banco Santander no país para facilitar seu serviço de remessa. No entanto, precisava buscar um parceiro para operacionalizar o negócio.

xrp
xrp

Foxbit e XRP

A escolhida foi a exchange Modiax. Segundo observa o XRP Arcade, a integração do parceiro parece ter ocorrido antes da reunião dos diretores da Ripple com o Banco Central do Brasil em maio de 2020.

Após a integração da Modiax com a Ripple, porém, a empresa foi adquirida pela exchange Foxbit. À reportagem, a corretora brasileira diz que o negócio não se deu pelo serviço de liquidez da Ripple. Segundo o CO CEO, Ricardo Dantas, “a aquisição foi estratégica pela ótima tecnologia apresentada para Modiax”.

O executivo, no entanto, confirma que hoje a Foxbit opera a Liquidez Sob Demanda da Ripple no Brasil por meio do serviço de mesa OTC. “Temos uma parceria por termos listado o XRP“, explica Dantas. A exchange não revela números do negócio.

Mais recentemente, a Ripple anunciou que testaria nos mercados que operam o ODL um novo serviço para estimular a criação de startups nos moldes da TransferWise, que interrompeu a operação no Brasil após uma polêmica com o banco MS Bank. Além disso, a empresa dona da XRP segue contratando para o escritório em São Paulo.

O artigo Ripple veio ao Brasil às pressas por ‘demanda urgente’ para serviço de XRP foi visto pela primeira vez em BeInCrypto.