Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.441,03
    -635,14 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,13 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,78
    +0,49 (+0,70%)
     
  • OURO

    1.879,50
    -16,90 (-0,89%)
     
  • BTC-USD

    35.050,38
    -185,09 (-0,53%)
     
  • CMC Crypto 200

    924,19
    -17,62 (-1,87%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,36 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.134,06
    +45,88 (+0,65%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,25 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    28.948,73
    -9,83 (-0,03%)
     
  • NASDAQ

    13.992,75
    +33,00 (+0,24%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1926
    +0,0391 (+0,64%)
     

Riot Games confirma versão de Valorant para smartphones

·1 minuto de leitura

A Riot Games confirmou nesta quarta-feira (2) a produção de uma versão de Valorant para dispositivos móveis. Ainda não há muitas informações sobre o spin-off do FPS, mas jogos mobile são um foco da desenvolvedora, que já lançou Teamfight Tactics e Wild Rift — adaptação de League of Legends — nos celulares e tablets.

Em entrevista ao Polygon, a produtora executiva do Valorant, Anna Donlon, diz que o processo criativo começou com a pergunta "podemos fazer Valorant no celular?". A partir disso, a equipe chegou a conclusão que apenas levar a versão dos PCs para mobile não seria o suficiente para o shooter da Riot.

Sem entrar em muitos detalhes, Donlon completou dizendo que "da mesma forma que não vamos oferecer uma experiência móvel abaixo da média para jogadores móveis, também não vamos prejudicar a experiência do PC".

A produtora disse ainda que a ideia é levar o jogo para mais jogadores que tenham necessidades diferentes. Isso sem que uma versão interfira na outra e sem o objetivo de que as pessoas migrem de plataforma. Afirmou ainda que o cross-play não está nos planos. Ou seja, os jogadores de PC e mobile não vão jogar juntos.

Ela chegou a falar sobre uma versão para consoles, mas não de forma animadora. "O console é óbvio para FPS, certo? [...] Mas esse tipo de jogo, um shooter tático, no console não é fácil. Não é fácil ter esse nível de integridade competitiva", explicou Anna.

Ainda não há datas e nem novas informações para a chegada da versão.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: