Mercado abrirá em 8 h 45 min

Rio Tinto e China Baowu desenvolverão projeto de minério de ferro na Austrália

FOTO DO ARQUIVO: Empilhador descarrega minério de ferro em mina na região de Pilbara, na Austrália Ocidental

Por Sameer Manekar e Praveen Menon

(Reuters) - A Rio Tinto informou nesta quarta-feira que vai se unir ao seu maior cliente, a China Baowu Steel Group, para desenvolver um projeto de minério de ferro de 2 bilhões de dólares em Western Australia, enquanto busca sustentar sua produção na região de Pilbara.

O acordo ocorre em meio a questões sobre as relações entre a Austrália e a China --o maior exportador e comprador de minério de ferro do mundo, respectivamente--, após recente esforço de Pequim de centralizar as compras da commodity, alimentando preocupações de um golpe para gigantes da mineração como Rio Tinto, BHP Group e Fortescue Metais.

O investimento direto da China na Austrália registrou uma queda constante desde 2016, com um investimento relativamente baixo de 585 milhões de dólares em 2021, contra 11,54 bilhões em 2016, de acordo com um relatório https://bit.ly/3QAUGjW da KPMG e da Universidade de Sydney.

A Rio Tinto, no entanto, disse na semana passada que estabeleceu uma parceria estratégica com a nova agência estatal chinesa criada para centralizar as compras de minério de ferro.

Sobre o projeto Western Range em Pilbara, a Rio Tinto disse que investirá 1,3 bilhão de dólares para desenvolvê-lo e terá uma participação de 54% no empreendimento, enquanto a estatal China Baowu deterá a participação restante e investirá 700 milhões de dólares.

"A capacidade de produção anual de 25 milhões de toneladas de minério de ferro da Western Range ajudará a sustentar a produção do Pilbara Blend da Rio Tinto do centro de mineração Paraburdoo", disse a empresa, maior produtora de minério de ferro do mundo.

Os produtos Pilbara Blend são conhecidos por sua alta qualidade e consistência, e compõem cerca de 70% do portfólio de produtos de minério de ferro da Rio Tinto, de acordo com o site da mineradora.

Baowu disse em sua conta oficial do WeChat que o acordo com a Rio Tinto ajudaria a "fortalecer a parceria de benefício mútuo e resultado ganha-ganha".

O acordo está sujeito à aprovação dos governos da Austrália e da China, bem como dos acionistas do Rio.

A Rio Tinto e a China Baowu também firmaram um acordo de vendas que fará com que a maior siderúrgica do mundo compre até 126,5 milhões de toneladas de minério de ferro em cerca de 13 anos do projeto Western Range em Pilbara.

A construção do projeto deve começar no início de 2023, com a primeira produção prevista para 2025, disse a Rio Tinto.

(Por Sameer Manekar em Bangalore e Praveen Menon em Sydney; reportagem adicional de Siyi Liu em Pequim)