Mercado abrirá em 5 h 58 min
  • BOVESPA

    107.378,92
    +1.336,45 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.267,20
    +362,14 (+0,86%)
     
  • PETROLEO CRU

    43,60
    +0,54 (+1,25%)
     
  • OURO

    1.825,20
    -12,60 (-0,69%)
     
  • BTC-USD

    18.309,57
    -22,93 (-0,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    368,51
    +7,08 (+1,96%)
     
  • S&P500

    3.577,59
    +20,05 (+0,56%)
     
  • DOW JONES

    29.591,27
    +327,79 (+1,12%)
     
  • FTSE

    6.333,84
    -17,61 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    26.491,25
    +5,05 (+0,02%)
     
  • NIKKEI

    26.133,56
    +606,19 (+2,37%)
     
  • NASDAQ

    11.966,25
    +61,00 (+0,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4484
    +0,0081 (+0,13%)
     

Rio registra 3.366 novos casos de Covid-19 e ultrapassa a marca de 300 mil infectados desde março

Extra
·1 minuto de leitura
Mureta da Urca: local tem convivido com aglomerações aos fins de semana, e já há o triplo de reclamações sobre desordem
Mureta da Urca: local tem convivido com aglomerações aos fins de semana, e já há o triplo de reclamações sobre desordem

O Estado do Rio registrou 10 mortes e 3.366 novos casos do novo coronavírus nesta segunda-feira e alcançou a marca de 302.746 infectados e 20.213 vidas perdidas pela Covid-19 desde o início da pandemia, em março. O número de novos diagnosticos confirmados é o maior em dez dias. A média móvel de mortes, que por dois dias indicou um cenário de queda no contagio, agora volta a apontar estabilidade. O número contabilizado de vítimas nas últimas 24 horas, abaixo do que vinha sendo observado em outros dias, pode ter influência do fim de semana, quando dados que ficam retidos em secretarias municipais.

Com os dados desta segunda-feira, a média móvel passa a ser de 63 mortes e 1.618 casos por dia. A média móvel de mortes registra diminuição de 2% na comparação com duas semanas atrás, o que indica um cenário de estabilidade no contágio da doença, por estar abaixo de 15%.

A análise dos dados foi feita a partir do levantamento do consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde.