Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.040,22
    +135,28 (+0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

Rio de Janeiro registra primeiro caso de varíola dos macacos

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Nesta quarta-feira (15), a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro (SMS-Rio) confirmou o primeiro caso de varíola dos macacos no município. O paciente em questão é um brasileiro de 38 anos que mora em Londres (Inglaterra), mas veio ao Brasil no último sábado (11).

No dia seguinte à sua chegada, o homem procurou atendimento médico no Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fundação Oswaldo Cruz (INI/Fiocruz). A equipe responsável encaminhou as amostras clínicas ao Instituto de Biofísica Carlos Chagas Filho (IBCCF), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), e o resultado positivo veio à tona na terça (14).

De acordo com o comunicado da SMS-Rio, o paciente está com sintomas leves, em isolamento domiciliar e sob o monitoramento da Superintendência de Vigilância em Saúde (SVS-Rio). Todas as cinco pessoas com quem ele tem contato frequente também seguem sob monitoramento.

A Secretaria informa, ainda, que a SVS-Rio "monitora o cenário epidemiológico nacional e internacional mantendo as unidades de saúde informadas e orientadas para vigilância, alerta e resposta a eventos de saúde pública”.

Varíola dos macacos no Brasil

A varíola dos macacos se caracteriza principalmente pelas marcas espalhadas na pele (Imagem: Dr. Noble/CDC)
A varíola dos macacos se caracteriza principalmente pelas marcas espalhadas na pele (Imagem: Dr. Noble/CDC)

Na segunda-feira (13), o Brasil confirmou o terceiro caso de varíola dos macacos. Além desses, outros seis suspeitos estavam em investigação. Com o registro oficial do quarto caso, que é esse do Rio, restam cinco ocorrências suspeitas.

O terceiro caso foi registrado no Rio Grande do Sul, e trata-se de um homem de 51 anos, que contraiu o vírus após uma viagem para Portugal. A infecção começou a ser investigada no dia 19 de maio. As outras duas ocorrências ficam em São Paulo: o primeiro diagnóstico foi anunciado na última quinta-feira (9), de um morador da capital com 41 anos, internado no Instituto de Infectologia Emílio Ribas.

A segunda ocorrência da varíola dos macacos no estado de São Paulo foi detectada em um homem de 29 anos, que está isolado em sua residência em Vinhedo, no interior do estado. Segundo a SES, ambos apresentam bom estado de saúde.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos