Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.750,22
    +1.458,62 (+1,30%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.646,03
    -288,18 (-0,66%)
     
  • PETROLEO CRU

    46,09
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.842,00
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    19.054,45
    +6,15 (+0,03%)
     
  • CMC Crypto 200

    365,19
    -14,05 (-3,71%)
     
  • S&P500

    3.699,12
    +32,40 (+0,88%)
     
  • DOW JONES

    30.218,26
    +248,74 (+0,83%)
     
  • FTSE

    6.550,23
    +59,96 (+0,92%)
     
  • HANG SENG

    26.835,92
    +107,42 (+0,40%)
     
  • NIKKEI

    26.751,24
    -58,13 (-0,22%)
     
  • NASDAQ

    12.509,25
    +47,00 (+0,38%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2497
    +0,0137 (+0,22%)
     

Ricardo Sá Pinto inicia seu trabalho, busca corrigir erros defensivos e aumentar a intensidade do Vasco

LANCE!
·3 minuto de leitura


O português Ricardo Sá Pinto começou seu trabalho com o elenco do Vasco nesta segunda e iniciou a preparação para o duelo com o Corinthians, em São Januário, às 21h30, na quarta. Sem vencer há 8 jogos, a crise segue instaurada e o time não consegue encontrar o equilíbrio e as boas atuações do início do campeonato. O grupo necessita de reforços e carece de peças de qualidade, mas os erros vão além dos problemas relacionados à montagem da equipe.

Em três das últimas quatro partidas, o Vasco sofreu 9 gols ainda no primeiro tempo: 4 do Atlético-MG, 3 do Bahia e 2 do Internacional. O que evidencia erros graves no sistema defensivo, assim como a falta de confiança e equilíbrio. Apesar das deficiências no elenco, faltou competitividade ao time, que foi facilmente envolvido nos três jogos e entrou na etapa final sem força para tentar reverter a situação.

Com isso, o Gigante da Colina precisa mudar a postura em campo, ter mais atitude e ser mais vibrante. O que se viu no primeiro tempo contra o Inter foi um time que apenas assistiu ao adversário e praticamente não atacou. Além da falta de organização tática, que faz com que seus principais jogadores não rendam o esperado, o Vasco foi apático, sem intensidade e criatividade ofensiva.

Durante o confronto no Beira-Rio, o novo comandante assistia atento da arquibancada e pôde observar que terá muito trabalho para recolocar o time nos trilhos. Alexandre Grasseli teceu elogios ao português e comentou sobre sua energia, uma das características de Sá Pinto. Vale destacar que o ex-técnico do time sub-20 foi promovido pela direção do clube e fará parte da comissão técnica profissional.

- A energia que o Mister (Sá Pinto) chegou é impressionante. Pode ter certeza que contagiou a todos essa vontade de fazer bem feito e desenvolver um grande trabalho. Tenho certeza que nós teremos uma reação positiva, com vitórias - disse Grasseli.

Apesar do calendário apertado em virtude da pandemia, o novo técnico terá um pouco mais de tempo para trabalhar. Após o jogo contra o Corinthians, que também está em crise, o elenco terá uma semana para assimilar o estilo de jogo do comandante. Pelo Brasileirão, o time só voltará a campo contra o lanterna Goiás, dia 1. Antes disso, dia 23 terá o sorteio da próxima fase da Copa Sul-Americana, que definirá o adversário do Cruz-Maltino. O jogo de ida será no meio da semana que vem.

- Eu observei muitos jogos. Quando vi, conheci boa parte do elenco. Vi coisas boas e, principalmente, atitude. É um time que quer fazer as coisas bem, quer ganhar o jogo. Claro que contra o Atlético-MG as coisas não deram certo. Mas contra o Flamengo, sim. Vi alma. Isso é fundamental. Isso temos de ter em todos os jogos. Senti que há compromisso dos jogadores. Isso é meio caminho andado, depois as questões táticas poderão ser melhoradas - disse Sá Pinto.

Pequenos detalhes impediram de o time não ter melhores resultados. Não foi pelo adversário ou pela nossa falta de volume. É na concentração e na organização defensiva que podemos melhorar, nossa agressividade nos duelos. Podemos melhorar no último terço para fazer mais gols. Pouco a pouco e passo a passo para podermos chegar ao que melhor que queremos - finalizou.