RF planeja deflagrar 25 operações em 2013

A área de inteligência da Receita Federal pretende deflagrar este ano entre 20 e 25 operações de combate à fraude, contrabando, lavagem de dinheiro e descaminho. O coordenador-geral de Pesquisa e Investigação da Receita, Gerson D'Agord Schaan, disse que estas operações serão o resultado de investigações que estão em andamento.

Segundo ele, entre quatro e cinco operações em 2013 ocorrerão na região Norte, onde não houve nenhuma atuação da Receita em 2012. "As investigações estão em andamento e devem ser deflagradas este ano. Claro que a região Norte não tem o mesmo potencial econômico de São Paulo, onde estão as grandes fraudes", afirmou.

Até abril, por exemplo, o Fisco espera fazer de quatro a cinco operações para coibir fraudes na entrega da Declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) deste ano. O objetivo é identificar pessoas ou escritórios de contabilidade responsáveis pela elaboração e transmissão das declarações com informações falsas para aumentarem o valor da restituição ou reduzirem o valor do imposto a ser pago pelos clientes.

A Receita também espera concluir em 2013 a força-tarefa iniciada em São Paulo em novembro passado, depois da onda de violência na cidade. A tarefa do Fisco é identificar lavagem de dinheiro e o fluxo financeiro que mantém as organizações criminosas. Também está prevista a implantação, até maio, do Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro, em parceria com a Secretaria Nacional de Justiça. Segundo Schaan, o novo órgão permitirá uma análise mais rápida do material apreendido em operações e o cruzamento mais eficiente de informações obtidas, por exemplo, em quebra de sigilo telefônico e bancário.

A Receita pretende ainda aumentar o combate ao contrabando de cigarros e o descaminho de produtos eletrônicos, além da apreensão de drogas. Ainda está no foco o combate a planejamentos tributários abusivos e a esquemas fraudulentos de compensação indevida de tributos.

Carregando...