Mercado fechará em 6 h 36 min
  • BOVESPA

    111.303,33
    -136,04 (-0,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,59 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,66
    -1,31 (-1,82%)
     
  • OURO

    1.759,20
    +7,80 (+0,45%)
     
  • BTC-USD

    43.666,97
    -3.702,86 (-7,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.087,11
    -138,42 (-11,29%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,42 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.847,54
    -116,10 (-1,67%)
     
  • HANG SENG

    24.099,14
    -821,62 (-3,30%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,75 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.078,75
    -247,25 (-1,61%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2302
    +0,0308 (+0,50%)
     

'Revoltada', diz Pocah após clipe ter alcance limitado no YouTube

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pocah, 26, se mostrou triste e revoltada com o fato de sua nova música de trabalho "Muito Prazer" ter o alcance limitado pelo YouTube. Quando isso acontece, o vídeo não é divulgado a um grande número de pessoas, o que interfere diretamente na divulgação do conteúdo e no consequente ganho que isso traria.

"A música se perde. Perde a mensagem principal dela, que é a liberdade da mulher. É até uma ironia", disse a cantora, entre lágrimas, no Instagram Stories na noite desta sexta-feira (30), mesmo dia em que o clipe foi lançado. Ela reforçou que sente muito orgulho do trabalho que fez e disse que o conteúdo foi o mais caro de sua carreira.

"Falo sobre o prazer feminino na música. Por que eu não posso falar disso em pleno século 21? Em 2021 uma mulher falando sobre seus prazeres assusta. E ver que não é com todo mundo que isso acontece...É bem seletivo", desabafou Pocah, questionando os critérios da plataforma para essa limitação.

"Estou muito triste. Mais que tristeza, é revolta. No YouTube tem um monte de canais preconceituosos, racistas, propagando fake news e não são censurados", disse ela. "Não existe nenhuma cena pesada, de beijo, sexo, não existe nu... é só uma mulher falando sobre a liberdade sexual, mas a mulher só pode rebolar a bunda e ser sexualizada. É isso? Quando ela fala, usa a boca, a voz, como eu usei, é censurada", lamentou Pocah, que finalizou com uma mensagem sobre liberdade feminina.

"Quero ser livre para cantar o que eu quiser, falar o que eu quiser. Nós mulheres, não devemos permitir essa imposição de limites o tempo todo. Não aceito isso e agora sinto vontade de fazer o dobro do que foi planejado porque ninguém vai me parar. Estou muito triste, estou revoltada e com uma grande sensação de impotência", encerrou.

A funkeira, que ganhou o apelido de Pocahontas devido aos cabelos lisos e pretos, aparece ainda com o cabelo escuro no clipe, mas também loira . Ela publicou fotos e vídeos da mudança motivada por uma propaganda da tintura Cor&Tom em meados de julho.

No vídeo, Pocah aparece indo dormir morena com um roupão da marca de tintura e acordando loira. Antes de acordar, ela sonha que está loira, segurando uma caixa da tintura e fazendo poses de modelo para um fotógrafo. "Agora é para valer", diz ela.

Na legenda da foto no Instagram, a cantora escreveu que a marca de tintura realizou a vontade dela de mudar de visual e que não poderia ter ficado mais perfeito. "Uma nova mulher", escreveu, elogiando a marca.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos